Faça sua doação

Úrsula Kort veio de família espírita e hoje é pastora e líder de uma equipe com 600 pessoas

Área de Conteúdo

Úrsula Kort veio de família espírita e hoje é pastora e líder de uma equipe com 600 pessoas

Úrsula Kort veio de família espírita e hoje é pastora e líder de uma equipe com 600 pessoas

Úrsula Kort, se converteu muito cedo e nunca experimentou o mundo, não por nascer em um lar cristão, pelo contrário, pois sua família era espírita. “Minha mãe era cartomante e meu pai recebia entidades no Vale do Amanhacer. Mas graças a Deus aceitei Jesus antes de aparecer as oportunidades mundanas”, conta.
Aos 12 anos conheceu a Jesus e sua vida mudou completamente. Úrsula morava em São Paulo com sua mãe e passava as férias na casa do pai no Distrito Federal. Em São Paulo frequentava uma célula (aonde se converteu), mas nunca tinha ido à igreja. “Passando as férias no DF, fui convidada para um culto de jovens, quando pisei pela primeira vez na embaixada Sara Nossa Terra foi amor a primeira vista. Sabia que ali era o meu lugar.”
A partir de então ela começou a frequentar a SNT em São Paulo, aonde participou do Revisão de vidas e decidiu passar todos os dias da sua vida com Jesus. Ser pastora foi consequência  dessa decisão.
Nessa caminhada muitas coisas aconteceram, mas teve um momento muito marcante e desafiador. “Quando os Bispos Lucas e Priscila, na época pastores, anunciaram que estavam vindo para Brasília assumir a igreja da Ceilândia e, por incrível que pareça, meu marido (namorado na época) também estava indo. Naquele momento, eu sabia que não tinha mais o que fazer em São Paulo, minha missão estava no DF, o único problema é que eu tinha 16 anos”.
Por conta própria, ela resolveu conversar com os pais, que concordaram e a abençoaram, e assim Úrsula veio para Brasília. “Foi muito difícil, mas muito desafiador também”, lembra. Hoje, Úrsula e o esposo Diego são líderes da equipe Black Belt que tem em torno de 600 membros.

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress