Faça sua doação

TVs vendem uma em cada cinco horas para igrejas, diz estudo da Ancine

Área de Conteúdo

TVs vendem uma em cada cinco horas para igrejas, diz estudo da Ancine

TVs vendem uma em cada cinco horas para igrejas, diz estudo da Ancine

getimageJá era notório que, cada vez mais, as igrejas tomavam conta da programação da TV brasileira. Porém, ainda faltava um estudo conclusivo que desse a dimensão correta do fato.

Na última quinta-feira (16), a Ancine (Agência Nacional de Cinema) divulgou dados completos sobre a proporção das vendagens de horários nas redes VHF e UHF pelo Brasil afora. O estudo mostra que uma a cada cinco horas de horário de programação na TV brasileira são vendidas às igrejas.

No dado percentual, são exatos 21,1% da programação, contabilizando as dez redes de maior audiência na TV aberta – Globo, Record, SBT, Band, RedeTV!, Gazeta, Rede Brasil, Record News, CNT e IdealTV (a antiga MTV Brasil, fechada em 2013).

Nas cinco principais redes, a campeã de venda de horários, como já era de se esperar, é a RedeTV!. Atualmente, as igrejas ocupam quase metade de sua programação. São 43,4% de sua grade vendida apenas para a Igreja Universal do Reino de Deus, e 6,1% para outras agremiações.

Em segundo lugar aparece a Record, que vende suas madrugadas para a Universal desde que ela foi comprada por Edir Macedo. Atualmente, são 21,7% da grade de programação do canal. Em terceiro está a Band e em quarto lugar aparece a Globo, que cede uma hora de seu domingo para a igreja católica, exibindo a “Santa Missa”.

Sem nenhum horário vendido, aparece em último lugar o SBT, que não adota esta prática na cabeça de rede e nem pensa em fazer isso.

Entre as redes de menor expressão e que atuam no UHF, a campeã é a CNT, que vende 90% de sua programação diária para a Igreja Universal do Reino de Deus. Em segundo lugar está a IdealTV, antiga MTV Brasil, que vende 70% para a Igreja Mundial do Poder de Deus, pertencente à Valdemiro Santiago. Em terceiro aparece a Rede Brasil, com 30% da programação na mão das igrejas.

CNT e a IdealTV vivem situação curiosa. O regime delas é praticamente de subconcessão, quando os donos da emissora abrem praticamente mão de investir e decidem locar toda sua programação. Atualmente, a CNT tem 22 horas de IURD e apenas duas horas de programas próprios. Já a Ideal TV tem 19 horas de telecultos, contra cinco horas de atrações. Essa prática, na teoria, é ilegal, mas não existe uma legislação clara à respeito.

Existem projetos de lei para regulamentar o assunto, mas todos são barrados na Câmara Federal pela bancada evangélica, que teme que isso diminua a penetração da igreja evangélica nos meios de comunicação, o que acontece com cada vez mais veemência.

Fonte: Fé em Jesus

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress