Faça sua doação

Treinamento Avançado de Líderes (TAL) marca feriado de milhares de pessoas

Área de Conteúdo

Treinamento Avançado de Líderes (TAL) marca feriado de milhares de pessoas

Treinamento Avançado de Líderes (TAL) marca feriado de milhares de pessoas

Depois de um intenso momento de adoração realizado pela banda Arena Louvor, teve início o primeiro Treinamento Avançado de Líderes (TAL) de 2018 realizado no Campus Arena, em Brasília. E com uma belíssima explanação sobre a importância de se deixar ser guiado e orientado por um líder, pastor Gerônimo Martins, que veio diretamente da cidade de Antônio João, próximo a Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul , falou à multidão de forma enfática.
“Você precisa do seu líder? Tudo o que você vai fazer você pergunta primeiro a ele? Se você não depende do seu líder infelizmente você é uma ovelha desgarrada, porque se o seu líder não sabe da sua vida é sinal que você está abrindo espaço para o diabo. Você pode até dizer que o diabo não vai tocar em você, mas se você estiver alimentado ele, ele te toca, porque um fracassado sempre procura outro mais fraco do que ele então, seja um cristão verdadeiro, porque o diabo não brinca de ser diabo e Jesus quando fala uma coisa com você Ele não muda. Chega de viver cansado espiritual, emocional, Jesus te convida a vir até Ele e Ele te liberta”.
Bispo Robson Rodovalho deu seguimento às ministrações destacando a passagem Bíblica de Hebreus 11:23-27 que fala sobre as características que formaram a liderança de Moisés, observando ainda que ele não nasceu líder, mas se tornou um e essa liderança começou em sua família. “Os pais de Moisés acreditaram nas promessas de Deus. Você não  precisa de uma palavra especial de Deus, você só precisa acreditar na promessa que Ele já empenhou na Sua Palavra.”
Destacou ainda que uma liderança futura depende dos líderes presentes, citando entre as características que tornaram Moisés um grande líder, o saber que líderes formam profetas, porque agem no possível. Que líderes acreditam na promessa de Deus para os seus discípulos. “Líder, estabeleça a sua liderança começando dentro do possível. Não tema aos rosnados do diabo, faça a vontade de Deus. Não tema, não pare, porque o que o seu está guardado. Não existe recompensa sem preço e não existe quem pague o preço e que o mundo espiritual não derrame unção e recompensa na sua vida, o nosso problema é que queremos recompensa sem pagar o preço.  Quando você menos esperar, o protocolo de honra visitará a sua vida. Moisés permaneceu firme, porque ele viu o que era invisível”, destacou.
Bispo Lucas Cunha deu seguimento ao evento no período da tarde, destacando em sua ministração o livro de Marcos 11:12-20, o qual mostra um momento em que Jesus estava passando por Betânia e ali havia uma figueira, que era bonita, mas não tinha frutos. Fazendo uma comparação com muitas pessoas que estão na igreja, o preletor foi enfático: “Eu creio que é um sinal para entendermos algo há mais nas nossas vidas,  onde a igreja precisa ter menos folhas e mais frutos. Essa árvore representa a igreja, você, nós. É muito fácil criticar a igreja, mas nós somos a igreja, nós somos o defeito e eu tenho observado quantas pessoas estão como essa figueira. Muita aparência, mas poucos frutos”.
Observou ainda que muitas pessoas  pensam que quando se fala em células, multiplicação, que o ministério está em busca apenas de aparência, para ter só números, mas disse que foi por causa desse movimento de multiplicação que ele próprio cresceu em Jesus.”Quem é folha nunca entende o que é fruto, por isso, temos que começar a buscar em Deus, a entender em Deus que devemos ser folhas e, deixar que só a aparência apareça e qual a importância de buscar frutos? Quando você tem frutos, você não gasta energia com coisas que não vão te suprir. Pessoas que buscam ser supridas de outras maneiras, são pessoas que não estão focadas em seu ministério.As pessoas não querem palavra que formem a vida delas, mas que confortem, que as deixem felizes. Enquanto você permitir que essas folhas apareçam na sua vida, você não cresce. Só quem dá frutos aguenta a pressão. A SNT não é uma igreja de aparência, não somos folhas, porque trabalhamos”, disse.
Para encerrar o dia de muitos ensinamentos, foi apresentado aos líderes que compareceram ao Campus Arena o filme “Me Faz Forte”, logo após foi realizada a ordenação de obreiros.
Confira fotos:

Crédito das fotos: Gabriel de Souza
 

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress