Faça sua doação

” Sentia-me inferior por não ter dinheiro para fazer cursinho da OAB. Mas, motivada por Deus, eu passei”!

Área de Conteúdo

” Sentia-me inferior por não ter dinheiro para fazer cursinho da OAB. Mas, motivada por Deus, eu passei”!

” Sentia-me inferior por não ter dinheiro para fazer cursinho da OAB. Mas, motivada por Deus, eu passei”!

O testemunho de Sara Leite é bem peculiar: Ela não queria ser uma “crente sentada no banco da igreja e sim ter senso de propósito”. Na realidade, queria ter uma coisa bem maior. Ela já fazia parte de uma igreja. Mas ao ver a prima – que gostada muito da vida das baladas e festas do mundo – decidiu ir para o Arena Jovem por convite da própria. No entanto, ambas fizeram um acordo – se a prima permanecesse na igreja – Sara viria também. “ Eu vim para a Sara Nossa Terra com 14 anos, mesmo fazendo parte de outra igreja cristã, eu não tinha senso de propósito ou sabia qual seria o meu chamado na Terra. Eu não tinha dimensão de todas as coisas que Deus poderia fazer em minha vida. Eu servia ao Deus de meu pai e minha mãe”.

A advogada afirma que começou a ter uma aliança verdadeira com o Espírito Santo, quando chegou à nova denominação. “ Eu já orava, mas não com a intensidade que aprendi na Sara Nossa Terra. Toda minha vida foi mudada – era impaciente e a palavra ‘não’ não existia em meu dicionário.      Sempre queria ter as coisas do meu jeito e na minha hora – e os líderes da igreja me ensinaram a ter mais domínio próprio sobre minhas emoções – eu vivia ansiosa e estressada”. Após conseguir o equilíbrio, a jovem líder define que conseguiu viver o impossível . “ Tenho várias bênçãos que posso contar, entre elas, minha aprovação na OAB, pois na época não tinha dinheiro para fazer o cursinho que todos os meus amigos estavam fazendo. Me senti inferior, mas mesmo assim comprei os livros e estudei sozinha. Quer dizer, Deus me motivou. Mas, mesmo assim, tive crise de ansiedade na época. Contudo, quando fui ver o resultado, achava que não tinha passado. E, ao ver meu nome na lista, chorei de alegria”.

Por fim, Sara é grata à igreja, pois foi onde ela aprendeu a sonhar: desde que chegou, além do sonho profissional, ela casou-se e teve uma filha. “ Para mim ser líder é um privilégio enorme, não tem coisa melhor falar de Jesus para as pessoas e ver vidas transformadas. Poder fazer diferença nesta Terra é a melhor coisa do mundo”!

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress