Faça sua doação

Patrícia Ribeiro sofreu com a ausência do pai biológico, mas encontrou presença em Deus

Área de Conteúdo

Patrícia Ribeiro sofreu com a ausência do pai biológico, mas encontrou presença em Deus

Patrícia Ribeiro sofreu com a ausência do pai biológico, mas encontrou presença em Deus

Captura de Tela 2017-02-03 às 20.00.1311 anos, esse foi o tempo que a jovem Patrícia Ribeiro passou sem conhecer o pai biológico, só sendo possível o primeiro encontro por meio de ordem judicial. “Eu o conheci no Fórum e ele me ignorou completamente. Apenas pegou na minha mão e falou: quanto tempo”. Depois daquele dia eu passei a odiar ele e chorava toda noite”, lembra.

Mas para suprir a ausência do pai, ela se entregou aos prazeres do mundo. Bebidas, baladas, rapazes eram o seu refúgio. “Eu queria uma proteção de um pai e como eu não tinha, eu fui para o mundo buscar isso. Eu ia para as festas onde tinha muitas armas, drogas e tinha até medo de não voltar viva, mas eu ia do mesmo jeito. Fingia para as pessoas que estava tudo bem, mas em casa eu só chorava”.

Mas cansada de levar essa vida, onde fingia ser quem não 16467107_1249261408489408_357374463_nera atrás de um felicidade momentânea, foi quando chegou até Patrícia um convite para conhecer a Sara Nossa Terra. Ela conta que antes disso já tinha interesse em conhecer o ministério por conta das postagens de amigos que via nas redes sociais. “Eu via as pessoas falando do Arena Jovem, mas ninguém nunca tinha me chamado, foi quando uma amiga de uma amiga a convidou para ir na igreja e ela me chamou para ir junto”.

O convite que surgiu meio que sem pretensão mudaria para sempre a vida de Patrícia. No lugar da tristeza ela cedeu espaço para a felicidade e assim ela conduz a sua vida, com o sorriso estampado no rosto. “Eu fui e achei muito “massa”. Passei a ir com mais frequência aos Arenas, até que então um líder me chamou para fazer o Revisão de Vidas. E depois que tive essa experiência, eu conheci o amor de Deus na minha vida, foi maravilhoso e hoje eu sei que sou amada de verdade e que a felicidade verdadeira não está nas baladas, nas bebidas, mas sim em Deus”, comemora.
Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress