Faça sua doação

"Olimpíadas passam, a fé permanece", diz atleta após superar lesão cerebral

Área de Conteúdo

"Olimpíadas passam, a fé permanece", diz atleta após superar lesão cerebral

"Olimpíadas passam, a fé permanece", diz atleta após superar lesão cerebral

Foto: reprodução

O esquiador de estilo livre David Wise falou sobre sua fé cristã. Ele que representa o time dos Estados Unidos nas Olimpíadas de Inverno, na Coreia do Sul, lidera o grupo de jovens de sua igreja, juntamente com sua esposa, Alexandra.
Ele diz que precisou dela e de sua igreja para participar das Olimpíadas. David é um especialista em halfpipe que levou o ouro nos Jogos Sochi de 2014. Isso o torna um favorito para Pyeongchang.
Mas com a glória veio uma intensa dor física e emocional. Além de duas lesões e três concussões, sua irmã perdeu uma perna em um acidente de barco, seu sogro morreu, sua esposa sofreu séria depressão pós-parto e seu filho teve uma crise de saúde e quase não sobreviveu.
“Certamente tive algumas pessoas dançando no suposto ‘túmulo’ da minha carreira, comemorando minha queda”, escreveu ele. “Mas também experimentei amor incondicional e apoio de poucos que fizeram as armas dos meus inimigos se transformarem em cinzas”.
“Agradeço o acúmulo de toda a tragédia que me preparou para o que estava por vir e me ensinou a considerar todas as coisas como uma oportunidade”, ressalta.
Caráter Nobre
Entre as coisas que lhe traz alegria está sua esposa, que ele chama de “verdadeira mulher de provérbios”, uma referência à “esposa de caráter nobre”, do rei bíblico lemuel: “Ela vale muito mais do que os rubis. Seu marido tem plena confiança nela. O encanto é enganador, e a beleza é fugaz; mas uma mulher que teme ao Senhor deve ser louvada”.
Alexandra Wise e seus dois filhos estarão em Pyeongchang assistindo quando Wise competirá na qualificação de halfpipe freestyle nesta segunda-feira (19) e, eles esperam vitória na final em 21 de fevereiro.
“Eu sei que tudo isso é temporário, e está tudo bem”, diz a penúltima publicação pré-olímpica em seu blog. “Tudo o que eu tenho é um presente de Deus, e Ele pode tirá-lo quando quiser. Estou cercado por pessoas que realmente me amam e me ajudam por quem eu sou, não pelo o que faço em um par de esquis. As Olimpíadas são temporárias, mas a fé e a família permanecem”, finalizou.
Fonte: Guiame

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress