Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

“O mal em ação fecha os céus, cabe a nós fazer a expiação” – alertou Bispo Lucas Cunha

No culto de terça-feira, 9, na Embaixada Sara Nossa Terra, em Brasília, Bispo Lucas Cunha orou para que o Senhor quebrasse todas as barreiras que impedem a concretização da fé.

Na explanação da palavra, com base no livro de Salmos 79:8-9, o preletor explicou que expiação é quando purifica-se à vida do passado para definir o futuro. “Que possamos encontrar favor diante do Senhor! Houve um momento que houve três anos de fome em Israel, fazendo uma analogia, a falta de comida física simboliza a falta de Deus. Por que o Senhor cobrou no reinado de Davi o sangue que Saul derramou sobre os Gideonitas?  Na história bíblica, os Gideonitas mentiram para Josué passando uma falsa imagem. Contudo, ele não pode matá-los pois havia feito uma aliança com eles. E neste contexto, Saul os perseguiu com ciúme e inveja, também porque com ele não havia perdão. Desse modo, o ciúme representa pessoas com excesso de controle”, advertiu.

No transcorrer da palavra, o Bispo mostrou que houve uma maldição sobre Israel por causa da atitude de Saul. “ O mal em ação fecha os Céus – e cabe a nós fazer a expiação e declarar a palavra de Deus. Enquanto você continuar aceitando os argumentos do diabo, não atingirá o a dimensão do sobrenatural em sua vida. O passado é quebrado com as palavras de hoje, no entanto, é necessário que você profetize sobre sua existência. Portanto, em nome de Jesus tudo se tornará favorável! Toda expiação é selada com sacrifício”, concluiu.

Fotos:

Texto: Bruno Faria sob supervisão de Jeane Magalhães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin