"Era pra eu estar morta e estou viva porque tenho uma missão", diz Caroline Santos – Sara Nossa Terra

"Era pra eu estar morta e estou viva porque tenho uma missão", diz Caroline Santos

A história da Caroline Santos poderia ser mais uma entre tantos membros do ministério Sara Nossa Terra, mas algo marcou a sua vida e de sua família quando ela ainda estava no ventre de sua mãe. Quando a mesma estava de 5 meses a bolsa furou antes do previsto e ela pediu para que orasse pela criança que estava em sua barriga. “Quando a líder da igreja colocou a mão sobre a barriga e foi orar, ela tirou a mão e disse que não poderia porque eu era uma adoradora, que naquele instante eu estava adorando”.
Caroline teve uma infância dentro da igreja e cresceu em torno dos ensinamentos cristãos. Mas as lutas não haviam cessado, um dia, em um passeio inocente de família com os avós ela começou a se afogar. Quando já não tinha mais fôlego uma amiga de sua avó a retirou da água e depois teve um infarto fulminante e veio a falecer, mas Caroline sobreviveu.
E mesmo fazendo várias coisas dentro da igreja, Caroline não entendia o sentido de sua vida. “Mesmo tendo toda uma animação, eu não via sentido nas coisas, acabei indo embora para Goiânia e tive várias crises de identidade e até mesmo com Deus”.
Ali ela não teve uma vida com Deus, sua vida começou a se basear no teatro, onde virou atriz e bailarina de uma companhia e apresentava musicais. Até que certo dia encontrou uma equipe de dança cristã que chamou a sua atenção e impactou a sua vida. “Ali eu consegui ver qual era o meu propósito, qual era a minha missão. Dentro de tudo isso eu consegui perceber que o meu lugar é na presença de Deus. Era pra eu estar morta e estou viva porque tenho uma missão a cumprir. Estou à disposição de Cristo. Minha missão é levar a palavra de Deus através da dança, música e teatro”.
 

Voltar pra igrejas

Faça um comentário

X
Evento Teste