Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

Elizabeth Pontes viveu um grande milagre após ter o carro roubado

O testemunho de Elizabeth Pontes é marcado por coragem de não retroceder mediante o medo. Ela conta que quando roubaram seu carro, depois de estar fazendo evangelismo em uma praça, não se intimidou. Ela voltou ao mesmo lugar com discípulos, e na mesma noite quando chegou em sua casa, a polícia havia achado o carro intacto, sem nenhum arranhão. “Na minha infância fui criada dentro da igreja católica.  Sempre estive envolvida em algum grupo religioso. Nunca fui de bebedeira e nunca mexi com drogas. De certa forma sempre tive temor a Deus. Cheguei na Sara Nossa Terra por meio da rádio. Ouvia a FM Sara Brasil para ir e voltar para casa. Ouvia os testemunhos do Revisão de Vidas e assim tive vontade de participar. Descobri que um rapaz que trabalhava comigo era da Sara e falei para ele que a próxima vez que tivesse, eu iria também. Na época eu entrei na igreja já no pré-revisão, e na sexta-feira fui fazer o encontro com Deus, onde  já estou há seis anos ”, destaca.

Ao lado do marido Fabiano e dois filhos, a obreira já passou por muitas situações de ter que ter coragem em meio à missão. “Éramos uma grande equipe na igreja e fomos desafiados a abrir uma célula estratégica onde semeamos todo mundo. Fomos plantar um evangelismo estratégico em uma praça e fomos abordados por bandidos que levaram o nosso carro.  O roubo aconteceu no domingo; e, na sexta feira eu tinha que ministrar na célula no mesmo local onde eu tinha sido abordada. Meu marido estava trabalhando, fazendo curso, e neste dia estava chovendo, sem carro. Eu estava com minha filha e eu precisava de ir ministrar nesta célula estratégica.  Minha mãe disse que eu estava louca, que estava ficando doida –  como eu iria para o mesmo local onde havia sido assaltada.  Fui, dei minha célula, meus discípulos foram comigo e fui para casa, quando a polícia ligou e disse que tinha encontrado meu carro intacto, sem um arranhão ou batida sequer. E outra época,  entraram em minha casa quando estávamos no TAL ( Treinamento Avançado para Líderes). Eles serraram a grade da janela e parecia um filme de terror – tudo estava bagunçado. E o meu dízimo estava separado em um lugar onde eles não acharam; e tinha 50 reais sobre a estante que era para pagar a conta de energia.  Deus os cegou, pois não levaram nada de valor. Voltamos para a igreja, começamos do zero, e hoje somos a maior equipe  novamente. Se Deus quiser, seremos ordenados diáconos. Somos firmes e fortes. E hoje temos meus pastores que foram meus discípulos. Eu vejo novamente os milagre do Pai em nossas vidas”, finaliza.

Texto: está Bruno Faria sob supervisão de Jeane Magalhães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin