Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

Brasil amplia segurança do país contra ataques terroristas

540x350_download1Após os ataques sofridos na França e as respostas à Síria, o governo federal no Brasil tem ampliado esforços para melhorar a segurança das Olimpíadas em 2016, para que a hospedagem dos turistas e atletas aconteça com sucesso. Essa possibilidade não foi tratada como ameaça real durante a Copa do Mundo, realizada no ano passado.

Diante das ameaças dos grupos extremistas muçulmanos, em destaque o Estado Islâmico, o país tem estado mais atento. Segundo a Polícia Federal, recentemente um grupo que tinha laços com os terroristas foi desarticulado em solo brasileiro.

De acordo com a revista Época, a investigação pela Justiça Federal visa um grupo de radicais que movimentou ilegalmente mais de R$ 50 milhões em cinco anos. Seus líderes são o libanês Firas Allameddin e o egípcio Hesham Eltrabily. Este considerado terrorista pelo Egito, acusado de participar de um atentado que matou 62 pessoas em 1997. O Egito pediu a extradição dele mas o governo brasileiro negou.

Quando a presidente Dilma declarou em 15 de novembro: “Essas atrocidades tornam ainda mais urgente uma ação conjunta de toda a comunidade internacional no combate sem tréguas ao terrorismo”, muitos especularam que papel o Brasil teria nesse combate.

Na última terça feira (17), o plenário da Câmara dos Deputados votou o projeto de lei que caracteriza terrorismo no Brasil. Ela prevê até 30 anos de cadeia para quem praticar atos terroristas, especialmente quando provocarem mortes. Após passar pelo Senado, recebeu alterações e ficou estabelecido que, terrorismo é quando se atenta contra pessoa, “mediante violência ou grave ameaça, motivado por extremismo político, intolerância religiosa ou preconceito racial, étnico, de gênero ou xenófobo, com objetivo de provocar pânico generalizado”.

Tipifica-se como ato terrorista aqueles que destruírem ou apoderarem-se de meios de transporte, sistema de telecomunicações, de geração ou de distribuição de energia elétrica e locais como porto, aeroporto, ferrovia, rodovia, estação ferroviária, metroviária ou rodoviária, hospitais, escolas, estádios esportivos, instalações onde funcionem serviços públicos essenciais, instalações militares ou edifício público ou privado.

Alguns treinos foram realizados pelo Exército para simular várias situações em preparação para a Olimpíada. Isso  inclui atos terroristas.

Com informações do Portal Gospel Prime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin