Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

Bispo Rodovalho ministrou nos cultos de domingo sobre a sétima parte do poder do propósito

Nos cultos de domingo, 17, na Embaixada Sara Nossa Terra, pessoas buscaram no altar renovo, fé e esperança em meio as orações. Foram decretadas palavras contra aflições e angústias.

Na explanação da palavra, com base no livro de Jeremias 1: 5-10, o Bispo Robson Rodovalho ministrou sobre a sétima parte sobre o poder do propósito. “ Deus separa dois conceitos: o propósito que é aberto e a missão que é específica. Que ainda neste ano você possa esticar todos os limites de sua vida. Antes que você fosse gerado, Deus já tinha o seu propósito estabelecido. A missão veio diante de escolhas onde você teve que dizer sim ou não. Jonas, personagem bíblico, aceitou o propósito, mas não aceitou à missão. O Senhor deu propósito e missão para Jeremias somente quando ele teve discernimento. Toda vez que você apresenta sua deficiência, o Pai gera a providência. Portanto, saiba humilhar-se sob a poderosa Mão de Deus para que no tempo oportuno Ele te exalte. Cada  homem da Bíblia que apresentou uma carência, recebeu a providência. A unção da reconstrução te dará em três meses o que perdeu em quatro anos”, declarou.

Deste modo, o preletor prosseguiu à pregação e pontuou que para que os indivíduos se reconstruam é necessário o processo de limpeza. “Deus te dará coisas grandes! A pergunta com humildade e sabedoria é uma espada. O Senhor vai te usar para fazer perguntas ousadas para pessoas importantes.  Deus vai arrancar aquilo que machucou você, derrubar tudo que está apertado e ampliar seus limites. Pois o Senhor de dará um território ampliado 10 vezes mais pela palavra do Senhor. O que adianta construir uma casa se existem raízes embaixo? Deus disse para Jeremias: – Primeiro vamos limpar para depois reconstruir o seu  projeto.  Quantas vezes as pessoas cortam nas superfícies, mas não tratam as raízes? Que vocês recebam o direito de arrancar as maldições das raízes, derrubarem os limites para que tenham espaços novos”, finalizou.

Crédito das fotos: Grabriel de Souza

Texto:  Estagiário Bruno Faria sob supervisão de Jeane Magalhães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin