Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

Bispa Lis Assunção conta surpreendente testemunho de vida

Conhecida na Rede Gênesis ao apresentar o programa Eu, Você e Deus e também por estar, há anos, ao lado do marido Raphael Assunção coordenando e ganhando muitas almas para Jesus neste testemunho, bispa Lis Assunção conta a milagrosa trajetória de vida que impacta e emociona. Sobrevivente de quatro tentativas de suicídios quando adolescente, ela encontrou na Sara Nossa Terra o caminha da libertação, fé, esperança e coragem para tornar-se uma vencedora em todas as áreas. “Com 12 anos de idade fui diagnosticada com depressão e a partir de então, comecei a fazer terapia e ser acompanhada  tanto por psicólogos, como por psiquiatras. E comecei, digamos assim, a minha caminhada terapêutica. Eu sentia muita solidão e vazio ao mesmo tempo. Então,  de alguma forma comecei a preencher essa ausência com festas, bebidas, amizades e namoros. Eram momentos de uma falsa alegria, onde todas as vezes que eu chegava em casa parecia que aquela solidão ia me engolir e devastar. Eram muitas e muitas noites chorando e me sentindo a pior pessoa. Eu não via uma perspectiva de futuro. Estava literalmente sobrevivendo”.

SUICÍDIO

Em uma época da adolescência,  a então jovem Lis pensou em desistir de fazer terapia e piorou. “Dos 14 aos 16 anos foram os piores anos de minha vida, porque realmente entrei no fundo do poço. Comecei a me envolver com drogas e tudo isto para tentar realmente suprir o vazio. Nesse período, tentei suicídio quatro vezes, me jogar na frente de um carro e pular do carro em movimento, mas meus amigos me seguraram. Foi algo muito rápido. Já as outras duas vezes foi tomando medicamentos, porque tudo que eu queria era acabar com aquela dor e solidão. Era algo muito forte, um sentimento de vazio e parecia que era maior que eu. Certa vez estava em uma festa e senti um vazio tão grande que comecei a ouvir vozes e fiquei perturbada ali mesmo na festa. Comecei a chorar, entrei em desespero, parece que tinha alguém me perseguindo na festa, era algo bem espiritual, mas eu não sabia. Abandonei tudo para trás, saí correndo  e fui embora da festa”, recorda.

SARA NOSSA TERRA

A mudança começou a surgir quando um amigo a convidou para ir à igreja. “Trombei com um amigo,  estava desesperada e provavelmente eu iria pular na frente de um carro naquele momento.  E meu amigo me perguntou o que aconteceu, o por quê eu estava chorando tanto. Lembro que eu respondia que eu não sei, somente que queria morrer e sumir. E ele disse assim: – “você não vai sumir, vai comigo para a igreja amanhã. Estou começando a ir na Sara Nossa Terra. Você não vai para lugar nenhum, vai para casa agora e amanhã vamos conversar, você vai ficar mais calma e nós vamos para a igreja!”.  Peguei uma carona, não lembro com quem. Eu sei que repentinamente estava em minha casa. Não consegui dormir, pensando que estava na igreja. Ele não tinha me falado nada e no domingo, quando eu tentei falar com ele, somente consegui falar por volta do meio dia. E acabou que 20h eu estava pisando na SNT e passei o culto todo  chorando copiosamente e Deus começou a falar muito comigo ali e naquele diz, eu aceitei a Jesus e nunca mais sai do Ministério. Isto aconteceu em maio de 2003″, lembra com muita emoção.

CASAMENTO
Em meio a entrevista, Lis relembra com muito carinho o processo de oração, namoro, noivado e casamento. “Eu conheci meu marido Rapha no mundo. Ele era promoter, enquanto eu ia às festas dele. Eu já era apaixonada por ele, ia para os eventos que ele fazia  e o achava lindo. E dizia: “um dia vou namorar com este cara”. No entanto, nunca tinha falado com ele na vida. Nunca estávamos perto ou fomos apresentados. E ele sempre estava rodeado de namoradas e mulheres. Tínhamos amigos em comum, mas nunca tínhamos nos falado antes. E quando pisei na igreja, o Raphael tinha se convertido uns meses antes. Nos tornamos irmãos de discipulado, mas para começar a orar com o Rafael foi uma luta, nove meses de oração. Tive que jejuar muito para poder começar o namoro. Ele chegou na igreja namorando, quando me converti, ele estava namorando ainda. Inclusive, fui para o Revisão de Vidas com a ex- namorada dele, mas depois eles terminaram. E ao ver o quanto ele era um homem de Deus, eu lutei por isso, por este relacionamento. E nove meses depois, começamos a namorar”.
LIDERANÇA
Tudo começou muito cedo na vida na de Lis, e ainda jovem foi consagrada pastora e bispa.  “Me converti aos 16 anos de idade, tornei pastora aos 22 anos de idade e aos 29 fui ordenada bispa. Vejo que tudo aconteceu muito rápido, mas ao mesmo tempo foi muito intenso. Desde o primeiro dia que eu pisei na SNT eu me converti e inclusive estes dias, falei para a Bispa Lúcia Rodovalho que  desde o dia que a vi ministrando, queria ser bispa também. Eu nem sabia direito o que estava pedindo, porque estava no início da minha caminhada com Deus, mas eu falei para o Senhor: “Eu vivi tão intensamente no mundo, e o Senhor me tirou literalmente do inferno. Quero viver intensamente para o Senhor”.  E desde então comecei a me  colocar no propósito. Fui envolvendo-me na missão, desenvolvendo e melhorando para que o Espírito Santo me capacitasse da melhor forma possível”, testifica.
CONSELHO PARA CRESCIMENTO NA VISÃO SNT
Ao lado do bispo Rafael, são conhecidos como líderes  evangelistas e multiplicadores. E ao perguntar qual o segredo ou receita, a também estudante de psicologia analisou a importância dos vínculos. ” O relacionamento com seus discípulos, equipe deve ser muito forte – precisa ser algo que marque realmente a vida das pessoas, porque existem muitos que querem liderar somente  pelas palavras, mas o exemplo é mais forte. A liderança não é feita de momentos. Ela é construída no dia a dia. Ou seja, para você realmente ter discípulos, que irão estar com você, comprar sua briga, cumprir o propósito de Deus junto com você, estas pessoas precisam caminhar ao seu lado. Quando olhamos para Jesus vemos que Ele andava com seus 12 o tempo todo. Ele investia muito em relacionamento. E foi exatamente isto que fez a diferença e construiu um Ministério forte. Eu e meu marido investimos muito em relacionamentos , em estarmos próximos dos nossos discípulos. Praticamente estamos juntos quase todos os dias, como por exemplo, ir lanchar juntos após os cultos, ir lá em casa para vermos filmes. Esta coisas que fazem parte do dia dia tiram o peso da cobrança de situações que ficam como algo exigido. O relacionamento gera esta unção. Gera este óleo que torna o Ministério muito mais leve”, ressalta.
IMPACTO DA IGREJA
 Por fim, Lis Assunção, acentua que a Sara Nossa Terra é  literalmente a vida dela. ” Tudo que tenho e sou, a mulher e profissional que sou hoje, meu casamento e filha – tudo que tenho foi gerado na SNT.  Você que está lendo meu testemunho, quero dizer que o Senhor tem algo muito especial para sua vida, que você nunca desista do projeto do Eterno. Não sei se tem passado por dificuldades ou aflições, se a cruz está pesada, ou se tem passado por momentos que até a desistência passou por sua mente, mas quero te falar em nome de Jesus,  que se você se permitir o Espirito Santo vai trazer um renovo para sua vida, não desista do propósito, mesmo que  tenha lutas e dificuldades, Deus te capacita para que você se torne mais que vencedor sobre todas estas questões. Jesus está com você, não desista, pois depois destas dificuldades,  o Senhor  te levará a um novo nível de fé, maturidade e relacionamento com Ele. Que você apegue-se mais ao Pai, dobre seu joelho, e tenha vida de oração consolidada, pois é isto que vai construir em sua vida,  um verdadeiro vencedor. Deus te abençoe”, finaliza.
Texto: estagiário Bruno Faria sob supervisão de Jeane Magalhães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin