Mensagens

O QUE PODEMOS APRENDER COM O INVENTOR DO TELEFONE?

Eu estava lendo sobre a vida de Alexander Graham Bell, o homem que inventou o telefone. Você sabe porque ele inventou o telefone? Essa é uma história muito interessante. A mãe dele tinha problemas de audição; ela ficou surda muito cedo e ele tinha o desejo muito grande de ajudá-la Certo dia um amigo de seu pai falou sobre a obra de um certo cientista alemão chamado Hermann von Helmholtz, que havia investigado a natureza física dos sons e da voz. Animado com a novidade, apressou-se em conseguir uma cópia do livro. Só que havia um problema: o livro estava escrito em alemão, língua que ele não entendia. Além disso, trazia muitas equações e conceitos de física, inclusive relativos à eletricidade, área que tampouco dominava.

Apesar de todas as dificuldades, Bell teve a impressão, por meio de alguns desenhos do livro, que Helmholtz tinha conseguido enviar sons articulados, como vogais, através de fios utilizando eletricidade. Na verdade, o que Helmholtz estava tentando fazer era sintetizar sons parecidos com a voz utilizando aparelhos, e não transmiti-los à distância, mas foi exatamente esse engano que fez com que Bell começasse a pensar sobre os modos de enviar a voz a distância por meios elétricos, ou seja, através do telefone. O incrível é que o telefone poderia ter sido criado por outra pessoa, mas foi criado por Alexander Bell porque ele entendeu um texto errado. “Falaram” pra ele que era possível, mas não era. Mas ele acreditou no que tinha entendido do texto e, como acreditou que era possível, ele fez. É como a frase de Jean Cocteau: “Não sabendo que era impossível foi lá e fez”. Naturalmente era impossível pra Bell, mas ele só soube disso depois que falou do texto para uma pessoa que sabia alemão e que leu para ele da forma correta, mas ai ele já tinha feito.

E é assim que Deus age conosco. Graham Bell cumpriu o propósito dele. Por causa de uma escolha que ele fez, uma coisa que aconteceu, isso é o acaso? Não, isso não é acaso, isso é uma determinação interior que havia na vida daquele homem que o fez seguir até alcançar o resultado de que ele gostaria e eu tenho certeza de uma coisa: que em sua vida , andando com Deus, você tem muito a ganhar. A proposta d’Ele para você é que você ganhe muito mais no futuro do que já ganhou no passado, em todas as áreas da sua vida, porque é assim que funciona com Deus.

Sobre o colunista

Nascida em Goiânia, Lúcia converteu-se ao cristianismo aos 17 anos. Mesmo diante de uma carreira promissora como jogadora de vôlei, ela decidiu se dedicar à missão de levar a Palavra ao mundo, de conquistar almas para a vida em Jesus. Aos 19 anos, casou-se com Robson Rodovalho e juntos fundaram a Igreja Sara Nossa Terra. Hoje sãos bispos e presidentes mundiais do ministério evangélico. Teóloga e doutora em Filosofia, formou-se também em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, especializando-se em terapia familiar. É fundadora do mais expressivo ministério liderado pela Sara Nossa Terra, o Arena Jovem. O projeto nasceu em 2003, em Brasília, quando a Bispa Lúcia Rodovalho assumiu o desafio de mobilizar a atenção de milhares de jovens e apresentar-lhes a vida em Jesus Cristo - um caminho que levaria à transformação de suas vidas. Das habilidades que lhes são inatas e das que construiu ao longo da vida com sua experiência profissional, Bispa Lúcia considera sua capacidade de ouvir e entender o outro como o aprendizado mais relevante e decisivo para sua missão de evangelização. Quanto ao foco de seu trabalho, estruturado o projeto Arena Jovem em todo o Brasil, tem se dedicado principalmente ao tema família. Para a Bispa Lúcia Rodovalho, o amor, a base de uma família, germina à luz do respeito, do diálogo e do perdão. E a família é a base sobre a qual se constrói um futuro de realizações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin