Mensagens

SOMOS AS ESCOLHAS QUE FAZEMOS

“E tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra. Marta, porém, andava distraída em muitos serviços; e, aproximando-se, disse: Senhor, não se dá conta de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe que me ajude. […] E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.”(Lucas 10:39,40,42)

Como não podemos ter tudo na vida, precisamos fazer escolhas. Todos os dias fazemos escolhas, mesmo que sem percebê-las. Para receber algo novo precisamos abrir mão de algo velho. A vida é assim. Fazer escolhas traz responsabilidades e, por isso, se torna difícil, principalmente quando temos muitas opções. Seria muito mais fácil viver se não tivéssemos de fazer escolhas.

Maria fez uma escolha, que foi aprovada por Jesus como a boa parte. Jesus chama nossa atenção para as escolhas que temos na vida e nos diz que, se desejamos que algo novo, diferente, grande, maravilhoso, aconteça em nossas vidas ou em nossas famílias, teremos de praticar a renúncia espontânea.

Renúncia espontânea significa que demos aprender quando e como dizer não. Vivemos em uma época e em uma sociedade em que as oportunidades de escolhas crescem mais e mais. Tomando como base o que Jesus disse sobre Maria, que havia escolhido a boa parte, e esta não lhe seria tirada, nós precisamos nos tornar peritos na capacidade de escolher o que vamos guardar e o que vamos dispensar.

Sobre o colunista

Nascida em Goiânia, Lúcia converteu-se ao cristianismo aos 17 anos. Mesmo diante de uma carreira promissora como jogadora de vôlei, ela decidiu se dedicar à missão de levar a Palavra ao mundo, de conquistar almas para a vida em Jesus. Aos 19 anos, casou-se com Robson Rodovalho e juntos fundaram a Igreja Sara Nossa Terra. Hoje sãos bispos e presidentes mundiais do ministério evangélico. Teóloga e doutora em Filosofia, formou-se também em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, especializando-se em terapia familiar. É fundadora do mais expressivo ministério liderado pela Sara Nossa Terra, o Arena Jovem. O projeto nasceu em 2003, em Brasília, quando a Bispa Lúcia Rodovalho assumiu o desafio de mobilizar a atenção de milhares de jovens e apresentar-lhes a vida em Jesus Cristo - um caminho que levaria à transformação de suas vidas. Das habilidades que lhes são inatas e das que construiu ao longo da vida com sua experiência profissional, Bispa Lúcia considera sua capacidade de ouvir e entender o outro como o aprendizado mais relevante e decisivo para sua missão de evangelização. Quanto ao foco de seu trabalho, estruturado o projeto Arena Jovem em todo o Brasil, tem se dedicado principalmente ao tema família. Para a Bispa Lúcia Rodovalho, o amor, a base de uma família, germina à luz do respeito, do diálogo e do perdão. E a família é a base sobre a qual se constrói um futuro de realizações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin