Mensagens

O QUE PRECISAMOS CORTAR OU DESFAZER EM NOSSAS VIDAS?

A Bíblia relata que Maria escolheu a melhor parte e essa não lhe seria tirada. Existem relacio­namentos que não são saudáveis, mas, sim, rela­cionamentos tóxicos, e devem ser passados pela espada. Isso envolve uma mudança de hábitos em nossas vidas. Por exemplo: um homem que tem um relacionamento extraconjugal, e escolhe manter o seu casamento, terá de passar a espada e morrer para esse caso.

Existem estudos que comprovam que o ho­mem não muda seu estado de infelicidade por cau­sa de conquistas materiais. Por mais que o homem cresça econômica e financeiramente, conquiste bens materiais, se realize profissionalmente, con­tinuará infeliz porque colocou sua felicidade nas coisas materiais. Nossa felicidade está em Deus!

Jesus mostrou a Marta que Ele não estaria ali para sempre. Quando disse que Maria escolhera a melhor parte, que era estar com Ele, Ele estava ensinando a Marta, e a nós, que precisamos fazer escolhas, mas precisamos saber a hora de fazê-las e saber fazê-las com sabedoria.

Temos de aprender a usufruir os momentos que vivemos. Quando estivermos com alguém especial para nós devemos fazer com que essa pessoa se sinta a pessoa mais importante naque­le momento. Eis o segredo de um relacionamento sadio e construtivo.

Mas será que estamos dispostos a cortar, a passar pela espada, o que não é apropriado em nossas vidas?

“Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. Pois vim causar divisão entre o homem e seu pai; entre a filha e sua mãe e en­tre a nora e sua sogra. Assim, os inimigos do homem serão os da sua própria casa.” (Mateus 10: 34-36)

Nessa passagem bíblica, Jesus declara que nem tudo em nossas vidas será perfeito e que Ele vai usar as pessoas próximas de nós para nos tor­nar pessoas melhores. Em alguns momentos pare­cerá que nossos pais, cônjuges, ou filhos, são nos­sos inimigos, porque estarão usando a espada.

Jesus não veio trazer monotonia às nossas vidas. Ele veio trazer a espada, que representa mu­dança, e quer nos ensinar a usá-la. Se fizermos a escolha certa e aceitarmos essa palavra para vi­vermos relacionamentos autênticos, verdadeiros e significativos, no lugar da falsa paz, estaremos começando a usar a espada.

Sobre o colunista

Nascida em Goiânia, Lúcia converteu-se ao cristianismo aos 17 anos. Mesmo diante de uma carreira promissora como jogadora de vôlei, ela decidiu se dedicar à missão de levar a Palavra ao mundo, de conquistar almas para a vida em Jesus. Aos 19 anos, casou-se com Robson Rodovalho e juntos fundaram a Igreja Sara Nossa Terra. Hoje sãos bispos e presidentes mundiais do ministério evangélico. Teóloga e doutora em Filosofia, formou-se também em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, especializando-se em terapia familiar. É fundadora do mais expressivo ministério liderado pela Sara Nossa Terra, o Arena Jovem. O projeto nasceu em 2003, em Brasília, quando a Bispa Lúcia Rodovalho assumiu o desafio de mobilizar a atenção de milhares de jovens e apresentar-lhes a vida em Jesus Cristo - um caminho que levaria à transformação de suas vidas. Das habilidades que lhes são inatas e das que construiu ao longo da vida com sua experiência profissional, Bispa Lúcia considera sua capacidade de ouvir e entender o outro como o aprendizado mais relevante e decisivo para sua missão de evangelização. Quanto ao foco de seu trabalho, estruturado o projeto Arena Jovem em todo o Brasil, tem se dedicado principalmente ao tema família. Para a Bispa Lúcia Rodovalho, o amor, a base de uma família, germina à luz do respeito, do diálogo e do perdão. E a família é a base sobre a qual se constrói um futuro de realizações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin