Mensagens

INVISTA NA SUA FELICIDADE E NÃO NA SUPERFICIALIDADE

Você não tem como ser feliz carregando imagens e tormentos da sua infância, da sua adolescência, do seu passado como abusos e falta de amor. Invista em sua vida e em sua felicidade, não na sua superficialidade. Resolva suas pendências: divórcio, criação, traumas, pensão alimentícia. E peça perdão a quem você fez sofrer: pai, mãe, irmão, namorada.

A história de Judá muito me impressiona. Ele foi o mentor da dor e do sofrimento de José. Foi dele a ideia de vender José para a caravana dos egípcios. Então Judá disse aos seus irmãos: Que proveito haverá que matemos a nosso irmão e escondamos o seu sangue? Vinde e vendamo-lo a estes ismaelitas, e não seja nossa mão sobre ele; porque ele é nosso irmão, nossa carne. E seus irmãos obedeceram. Passando, pois, os mercadores midianitas, tiraram e alçaram a José da cova, e venderam José por vinte moedas de prata, aos ismaelitas, os quais levaram José ao Egito. Gênesis 37:26- 28

Judá era o terceiro irmão de José e tinha muita inveja do irmão. Depois que José se tornou governador do Egito e criou uma artimanha para punir seus irmãos pelo mal que tinham feito contra ele, Judá usa uma expressão: “a nossa iniquidade nos alcançou”.

“Então disse Judá: Que diremos a meu senhor? Que falaremos? E como nos justificaremos? Achou Deus a iniquidade de teus servos; eis que somos escravos de meu senhor, tanto nós como aquele em cuja mão foi achado o copo. Mas ele disse: Longe de mim que eu tal faça; o homem em cuja mão o copo foi achado, esse será meu servo; porém vós, subi em paz para vosso pai”. Gênesis 44: 16 e 17

A iniquidade alcança os homens a não ser que ela seja arrependida, confessada e abandonada. Só o arrependimento cancela o poder da iniquidade. Se você fez alguém sofrer, resolva isso, peça perdão. Não seja fonte de sofrimento para ninguém, seja fonte de bênçãos. Não aceite que as pessoas sejam fonte de sofrimento para você. Resolva seu passado, suas pendências. Para você ser um homem feliz, não pode viver arrastando fantasmas, trazendo memórias do passado para hoje, coisas sem resolver: casamentos, divórcios, ex-esposas consideradas inimigas. Semeie a paz, pois a Bíblia diz que na promessa de Deus os mansos herdarão a terra. A mansidão triunfa sobre a violência.

Sobre o colunista

Robson Rodovalho é físico graduado pela Universidade Federal de Goiás, da qual também foi professor. Formou-se ainda em Teologia e Filosofia, adquirindo conhecimentos que associa às suas constantes pesquisas no campo da Física Quântica. É fundador, Bispo e presidente do Ministério Sara Nossa Terra, que criou em 1992, ao lado de sua esposa, Bispa Lúcia Rodovalho. Conferencista internacional, ministra palestras sobre temas relacionados à relação entre ciência e fé, gestão, desenvolvimento pessoal e profissional, entre outros. Compositor e cantor, já lançou dois DVDs e sete CDs. Com o título “Sara Nossa Terra, Por Favor”, gravado pela Som Livre, garantiu o Disco de Ouro, em 2013. Rodovalho também é escritor. Seu ultimo livro, Rompiendo las Maldiciones Hereditarias, junta-se a uma bibliografia própria com mais de setenta obras. Entre os títulos de caréter científico, destaca-se Ciência e Fé – O Reencontro pela Física Quântica. Publicado pela editora LeYa, o título ficou por três semanas no topo da lista dos mais vendidos no país da revista Veja, logo após seu lançamento, em julho de 2014. Presidente da Rede Gênesis de TV e da Rede Sara Brasil de rádio, Rodovalho apresenta o programa Vida com Esperança, que vai ao ar diariamente para 22 capitais em sinal captado pelas TVs abertas. A transmissão também é reproduzida pelas rádios. Atuou como deputado federal por um mandato (2007-2010), deixando relevante legado para a sociedade. Entre as suas contribuições, destacam-se as bases da legislação que concedeu isenção fiscal ao microimportador (“sacoleiros”), além da lei que reconhece eventos gospel como culturais, concedendo-lhes os benefícios da Lei Rouanet que garantem financiamento mediante renúncia fiscal. Entre as homenagens que recebeu estão a condecoração como Destaque Nacional da Frente Parlamentar Evangélica (2004), Honra ao Mérito – Comissão Nacional de Defesa dos Direitos Humanos (2009) e Medalha do Mérito Legislativo (2013).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin