Mensagens

DESCOBRINDO AS RAÍZES DA CRISE

Na maioria das vezes, uma crise não nasce do dia para a noite, ela nasce de um conflito já existente, mas que não foi tratado de maneira adequada. Às vezes é mais fácil protelar do que resolver situações que de certa forma nos incomodam. É como o tratamento de um machucado, que, ao limpar e medicar, gera dor, mas que só assim podemos ter a certeza de que aquilo não irá gerar uma infecção e um problema ainda maior.

Assim também é a nossa vida. Se olharmos com nossos olhos espirituais, veremos que carregamos pesos, situações que nos machucaram, emoções que não foram curadas, pessoas para as quais não liberamos perdão. Esse é um peso extra que devemos dispensar no altar do Senhor. Devemos nos livrar desse peso para que nossa caminhada fique mais leve.

Se você quer caminhar com Deus e ter êxito em sua vida, precisa se livrar dos pesos espirituais.  Mas o que são esses pesos? Conflitos não resolvidos? Há pessoas que não conseguem fluir em diversas áreas da vida e não entendem que estão carregando mais peso do que podem suportar. Uma pessoa com conflitos não consegue ser livre para romper ministerialmente e nem mesmo emocionalmente, ela não consegue orar e nem crer em milagres. Não consegue administrar os problemas que surgem e isso se reflete diretamente em sua caminhada cristã. Então é imprescindível que essa pessoa primeiramente resolva esses conflitos.

Conflitos não resolvidos são a causa do tropeço de muitas pessoas. Algo muito importante para ser observado é que o tempo não resolve conflitos, só os pioram. A vida é cíclica. Portanto, aquele problema que você tinha, se não for resolvido, irá refletir sobre o seu casamento e não sendo tratado, voltará depois com juros para alguém que você ama muito mais.

Entretanto, não é uma tarefa que se consiga realizar sozinho, porque o próprio conflito obscurece a visão. Contudo, quando você compartilha o problema com outra pessoa, o quadro fica claro e se torna mais fácil organizar o coração. Por isso é tão importante tem um acompanhamento adequado nessa área. Não carregue problemas à “prestação”. Eles não vão se resolver por si só e a fatura, e a fatura quando vier, pode ser muito alta.

Sobre o colunista

Robson Rodovalho é físico graduado pela Universidade Federal de Goiás, da qual também foi professor. Formou-se ainda em Teologia e Filosofia, adquirindo conhecimentos que associa às suas constantes pesquisas no campo da Física Quântica. É fundador, Bispo e presidente do Ministério Sara Nossa Terra, que criou em 1992, ao lado de sua esposa, Bispa Lúcia Rodovalho. Conferencista internacional, ministra palestras sobre temas relacionados à relação entre ciência e fé, gestão, desenvolvimento pessoal e profissional, entre outros. Compositor e cantor, já lançou dois DVDs e sete CDs. Com o título “Sara Nossa Terra, Por Favor”, gravado pela Som Livre, garantiu o Disco de Ouro, em 2013. Rodovalho também é escritor. Seu ultimo livro, Rompiendo las Maldiciones Hereditarias, junta-se a uma bibliografia própria com mais de setenta obras. Entre os títulos de caréter científico, destaca-se Ciência e Fé – O Reencontro pela Física Quântica. Publicado pela editora LeYa, o título ficou por três semanas no topo da lista dos mais vendidos no país da revista Veja, logo após seu lançamento, em julho de 2014. Presidente da Rede Gênesis de TV e da Rede Sara Brasil de rádio, Rodovalho apresenta o programa Vida com Esperança, que vai ao ar diariamente para 22 capitais em sinal captado pelas TVs abertas. A transmissão também é reproduzida pelas rádios. Atuou como deputado federal por um mandato (2007-2010), deixando relevante legado para a sociedade. Entre as suas contribuições, destacam-se as bases da legislação que concedeu isenção fiscal ao microimportador (“sacoleiros”), além da lei que reconhece eventos gospel como culturais, concedendo-lhes os benefícios da Lei Rouanet que garantem financiamento mediante renúncia fiscal. Entre as homenagens que recebeu estão a condecoração como Destaque Nacional da Frente Parlamentar Evangélica (2004), Honra ao Mérito – Comissão Nacional de Defesa dos Direitos Humanos (2009) e Medalha do Mérito Legislativo (2013).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin