Mensagens

A CHAVE PARA SERMOS PACIENTES É A FÉ

Nós só podemos ter esperança se tivermos paciência. Deus se revela também pela virtude da paciência. A vida cristã é uma vida que necessita de paciência, assim como é paciente o lavrador que espera o fruto da terra. Abrãao foi um dos homens de grande exemplo de paciência na Bíblia. Ele foi considerado pai da fé porque esperou 25 anos para que se cumprisse a promessa que Deus havia lhe feito. Embora Abraão e Sara não pudessem ter filhos, Deus lhes prometeu serem pais de uma grande nação.

O homem tem capacidade e resistência muito maiores do que a mulher para ter paciência. A mulher é reativa e quer sempre resolver as coisas rapidamente. Abraão foi exemplo de paciência, enquanto Sara foi reativa. Abraão já tinha 75 anos e não tinha filhos. Deus lhe deu uma promessa dizendo que ele deveria sair de sua terra e de seu conforto a fim de esperar o cumprimento de Sua palavra.

Consideramos Abraão um exemplo para nós. O que ele fez foi muito difícil. Abraão teve que sair de sua cidade (a antiga Ur, dos Caldeus) e de seu conforto natural, para ir morar em tendas, em vez de morar em uma casa construída com tijolos, para esperar o cumprimento da promessa de uma entidade divina, até então desconhecida para ele. Abraão creu e esperou pacientemente por 25 anos. Muitas vezes, ele deve ter ouvido Sara reclamar de estarem fazendo o bem, se comportando como servos de Deus devem se comportar para agradá-Lo, e nada estar acontecendo. Foram 25 anos de espera! A chave para sermos pacientes é a fé. Precisamos acreditar que Deus é poderoso para fazer aquilo que nós não podemos fazer. O tempo de Deus não é o nosso tempo e a maneira que Deus faz as coisas não é a nossa maneira. A lição que Deus nos deixou através da vida de Abraão, sobre paciência, é que Ele não se molda aos nossos caprichos.

A coisa mais importante para Deus não é realizar os nossos sonhos, mas a formar o caráter de Cristo em nossos corações. O problema é que vivemos como Sara vivia, olhando para o natural. A impaciência de Sara contaminou Abraão e ela o convenceu a ter um filho com sua escrava, o que era normal na época. Primeiro, Abraão pensou que seu herdeiro fosse seu escravo Eliezer, depois seu filho com a escrava, Ismael. Mesmo sendo considerado o pai da fé, Abraão teve seus momentos de crise. Todos nós temos momentos de crise, mas os vencemos com confiança e com paciência, ambas fundamentais na fé.

Sobre o colunista

Nascida em Goiânia, Lúcia converteu-se ao cristianismo aos 17 anos. Mesmo diante de uma carreira promissora como jogadora de vôlei, ela decidiu se dedicar à missão de levar a Palavra ao mundo, de conquistar almas para a vida em Jesus. Aos 19 anos, casou-se com Robson Rodovalho e juntos fundaram a Igreja Sara Nossa Terra. Hoje sãos bispos e presidentes mundiais do ministério evangélico. Teóloga e doutora em Filosofia, formou-se também em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, especializando-se em terapia familiar. É fundadora do mais expressivo ministério liderado pela Sara Nossa Terra, o Arena Jovem. O projeto nasceu em 2003, em Brasília, quando a Bispa Lúcia Rodovalho assumiu o desafio de mobilizar a atenção de milhares de jovens e apresentar-lhes a vida em Jesus Cristo - um caminho que levaria à transformação de suas vidas. Das habilidades que lhes são inatas e das que construiu ao longo da vida com sua experiência profissional, Bispa Lúcia considera sua capacidade de ouvir e entender o outro como o aprendizado mais relevante e decisivo para sua missão de evangelização. Quanto ao foco de seu trabalho, estruturado o projeto Arena Jovem em todo o Brasil, tem se dedicado principalmente ao tema família. Para a Bispa Lúcia Rodovalho, o amor, a base de uma família, germina à luz do respeito, do diálogo e do perdão. E a família é a base sobre a qual se constrói um futuro de realizações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin