Faça sua doação

Livro conta história de Billy Graham enquanto homem comum

Área de Conteúdo

Livro conta história de Billy Graham enquanto homem comum

Livro conta história de Billy Graham enquanto homem comum

Na próxima terça-feira(13), Greg Laurie lançará o seu livro “Billy Graham: The Man I Knew”, (Billy Graham: O homem que eu conheci”), como pastor ele esteve ao lado do evangelista por mais de 30 anos e 25 anos no conselho de diretores do seu ministério.

O autor não tratou Graham como um santo, mas entregou um relato artístico e bem íntimo falando de um homem imperfeito que teve ajuda de Deus para viver vitorioso a sua vida até o dia da sua morte, em 21 de fevereiro.

Muitos consideravam Billy como um santo, mas ele era um homem que “conhecia bem a maldade e o pecado” como qualquer outro, quando jovem ela “namorou e beijou muitas garotas, mas evitou comprometer os seus padrões cristãos, diz Laurie.

Para manter o seu ministério íntegro, Graham e sua equipe criaram quatro regras, a primeira se tratava das finanças e da responsabilidade de não abusar ou fazer o evangelho por dinheiro, a segunda era evitar a imoralidade sexual, para isso ele não viajava, encontrava ou comia sozinho com outra mulher que não fosse sua esposa.

A terceira preocupação era evitar as críticas aos pastores e igrejas locais, quando estivessem fazendo um trabalho evangelístico, e a quarta e última regra era a publicidade, não mentir nos números para chamar a atenção, e assim basearam o ministério de Billy Graham.

Laurie contou em seu livro de 34 capítulos que no auge da popularidade de Graham ele recebia mais de 8 mil pedidos por ano para dar sermões e algumas vezes mais de 10 mil cartas por dia, mas ele nunca acreditou na cultura de celebridades e foi classificado como um dos líderes mais influentes do mundo no século 20.

Em uma entrevista recente para o The Christian Post, Greg falou um pouco do seu companheiro de ministério, e disse ser grato por ter conhecido a Billy, um homem escolhido por Deus para alcançar gerações, mas também uma pessoa como outra qualquer.

“Billy Graham era uma pessoa que amava se divertir. Ele era uma pessoa inteligente. Ele era uma pessoa muito humilde. E então eu queria dar às pessoas um insight sobre a humanidade desse homem que foi tão poderosamente usado por Deus e talvez alguns insights sobre o que podemos aprender com ele”.

Greg ainda falou do aprendizado que a sua obra literária traz para nós: “Este é o livro mais próximo que já escrevi de um livro sobre liderança. Porque existem algumas verdades definitivas da vida de Graham que podemos aprender hoje”.

Fonte: Gospel Prime

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress