Faça sua doação

Jovem vence a timidez e passa a vender balas nas ruas para participar da Celebração de Inverno em Natal

Área de Conteúdo

Jovem vence a timidez e passa a vender balas nas ruas para participar da Celebração de Inverno em Natal

Jovem vence a timidez e passa a vender balas nas ruas para participar da Celebração de Inverno em Natal

11748714_865111896904363_1647387186_nTem gente que pelo comodismo ou pelo fato de achar que não vai dar conta, desiste antes mesmo de começar. Se você é assim ou conhece alguém com essas características, vale a pena conhecer a história do jovem Lucas Moraes, 21, morador de Maceió (AL). Ele não se deixou abater pelas dificuldades e foi atrás de conseguir realizar seu propósito para participar da Celebração de Inverno em Natal.

Lucas é membro assíduo da Sede da Sara Nossa Terra em Maceió. Está na igreja há pouco mais de 1 ano, depois de muita insitência por parte de uma amiga que hoje é sua líder. “Pretendia ir uma única vez e estou até hoje”, comenta.

O jovem já vivenciou muitas coisas dentro do ministério, mas essa Celebração terá um gostinho especial. Ele confessa que no começo estava desanimado, pois realmente não tinha como conseguir o dinheiro, mas lembra que ao comunicar sua decisão ao seu líder recebeu a seguinte resposta:”No dia que você for ordenado diácono, eu quero ver se você vai gostar que seu discípulo diga que não vai ter sua ordenação”.

Aquelas palavras o fez pensar melhor e a por em prática a sua liderança. A forma encontrada para conseguir a quantia necessária para participar da Celebração foi vender guloseimas nas ruas. Não foi uma tarefa fácil, mas ele estava disposto a passar pelo sacrifício. “Eu ainda não tinha vendido nada pelo simples motivo de ter vergonha, mas houve uma motivação maior, o desejo de participar falou mais alto, chegou a ser gritante”, destaca.

11698680_937764816261864_7384997179049144488_n
Dinheiro adquirido nas vendas

E ele foi a luta. Com a ajuda da amiga Karen Gutierrez passaram alguns dias vendendo jujubas. “Agora sei o que as pessoas que sobrevivem disso passam. Existem pessoas que realmente querem ajudar, porém outras não querem nem olhar pra você, mas isso tudo é experiência. Quando estávamos cansados, olhávamos um  ao outro e falava ‘desanima não, a alegria do Senhor é a nossa força’.   “Essa experiência foi crescimento”, comemora.

Mas e o resultado das vendas? Será que após dias de vendas eles conseguiram o dinheiro suficiente? Não só conseguiram o suficiente, como passaram a ajudar outros amigos na missão. “Estávamos todos no mesmo propósito, quando um terminava, ajudava o outro. A conversão do dinheiro foi toda voltava para a Celebração. Já fechei o pacote da viagem e estou contando os dias para ir a Natal. Estou com expectativas a mil. Tenho certeza que vai ser os céus na terra naquele lugar, vamos sair de lá renovados, com uma unção que ainda não tínhamos experimentado, vai ser uma experiência única, um crescimento sem igual”, comemora.

11741825_865108110238075_1495964357_n
Lucas com amigos durante a ação

 Mas não pense você que parou por aí, não. O jovem Lucas já começa a ver as sementes dando frutos. Ao chegar na igreja e contar para um diácono como se manteria durante o evento, foi novamente surpreendido pela ação do Senhor. “Quando chegou ao final do culto ele me chamou e falou: Vou semear na sua vida! “Quase não acreditei, e então eu não preciso mais me preocupar como me manter lá, pois Deus já mandou um dos seus filhos para me ajudar, por isso eu digo para as pessoas viverem o que Marcos 9:23  fala que tudo é possível ao que crê. Se você crê meu irmão, porque se preocupar ? Servimos ao Deus que tem a especialidade de fazer o impossível nas nossas vidas. Não desista dos sonhos que Deus coloca no seu coração, e uma dica básica: esteja sempre perto de um amigo para dar uma força e apoio moral, não é a toa que a Bíblia fala que é melhor serem 2 do que 1, porque se um cair o outro ajuda a levantar”. diz

 

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress