Faça sua doação

Jaine Monique tentou tirar a própria vida em busca de solucionar os problemas

Área de Conteúdo

Jaine Monique tentou tirar a própria vida em busca de solucionar os problemas

Jaine Monique tentou tirar a própria vida em busca de solucionar os problemas

Captura de Tela 2015-08-10 às 17.50.56Aos 6 anos de idade, Jaine Monique teve o primeiro contato com o mundo do espiritismo por meio de sua mãe adotiva, que a levava para o centro. Nessa época, a pequena conheceu vários espíritos e com a convivência, o interesse por esse mundo só aumentava. “Eu comecei a pesquisar músicas de umbanda, de candoblé. Passei a querer seguir os mesmos passos da minha mãe, que era ser espírita, até porque eu não tinha o conhecimento verdadeiro da Palavra”, lembra.

Mas estar nesse mundo e fazer parte dele não era fácil. Ainda criança, Monique passou a sofrer com a perseguição desses espíritos, chegando até mesmo a ouvir passos. Aos 10 anos de idade, foi surpreendida com a revelação de um pai de santo que ela seria futuramente seu “cavalo”. “Como eu era muito inocente, eu não estava entendendo o que ele queria dizer, mas eu deduzi que quando você tem um cavalo, você monta em cima dele. Com o passar do tempo eu passei a sentir que ao andar na rua, tinha alguém atrás de mim. Muitas vezes eu olhava para trás, não via ninguém, mas sabia que tinha alguém. Comecei com o tempo a sentir uma dor muito forte na coluna, que eu nunca iria imaginar que seria isso, até que eu passei a ter o discernimento e a entender que uma dia eu seria escrava desse espírito”.

Infelizmente a revelação do pai de santo passou a se cumprir na vida de Jaine. A medida em que a jovem crescia, os espíritos se faziam mais presentes, fazendo com que ela pensasse em dar um fim na própria vida. Mas Deus já tinha um plano traçado para da jovem. No ano de 2011, a convite e após muita insistência das amigas de escola, ela decidiu conhecer a Deus. Passou após esse primeiro momento ser missionária e levar a Palavra para todos que precisavam. Mas com o passar do tempo, ela foi se sentindo esgotada e deixou-se levar por influências de pessoas que não tinham uma caminhada com Cristo. “Comecei a me perder, a fazer coisas que não agradavam a Deus. Cheguei a quase entrar em depressão, não queria falar com ninguém. Podia ter bastante pessoas perto de mim, mas me sentia sozinha. Este ano mesmo tentei tirar a minha própria vida, porque eu tinha decepcionado muitas pessoas depois que me afastei dos caminhos de Jesus, foi quando me mutilei, cortando os pulsos”.

Após quase por fim a própria vida, Jaine foi surpreendida pela reação da pessoa que ela mais magoou. “Ela me disse que não valia a pena. Me deu forças. Foi aí que decidi voltar para os caminhos de Jesus, para os braços do Pai”.

Jaine cumpriu com o que tanto almejava em seu coração e voltou para a igreja e sua vida foi transformada por completo. “As pessoas que eu magoei me perdoaram. Não me sinto mais sozinha. Portas de emprego têm sido abertas. Depois que eu conheci Jesus eu não vejo mais vultos, não sou mais perseguida por estes demônios como eu era. Eles não têm mais permissão para me tocar, porque aqueles que são do Senhor, o inimigo não toca. Foi muito bom conhecer a Palavra de Deus, porque Ele é fiel e colocou pessoas no meu caminho para abrir os meus olhos, para andar nos caminhos certos e hoje eu sei que sou uma bênção na vida das pessoas”, comemora.

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress