Faça sua doação

"Foi um chamado de Deus", diz mulher que doou um rim para um estranho

Área de Conteúdo

"Foi um chamado de Deus", diz mulher que doou um rim para um estranho

"Foi um chamado de Deus", diz mulher que doou um rim para um estranho

Foto: Crysti Shirley doou um de rins para Jim Abed – Foto: Fox

Uma mulher que doou seu rim a um estranho está sendo chamada de “anjo da guarda” pela família do homem que ela salvou. “Se não fosse por [Crysti Shirley] eu estaria participando de um funeral. Ela é uma pessoa bonita”, disse Maysa Munsey Slominski, prima do receptor, à Fox News na última quarta-feira.
Até recentemente, Jim Abed precisava desesperadamente de um novo rim. O homem de Fairfax, Virgínia, EUA, estava na lista de transplantes há cerca de dois anos, fazendo diálise várias vezes por semana enquanto esperava. O tempo de Jim Abed estava se esgotando, por isso a prima dele, Slominski, foi ao Facebook em fevereiro com a esperança de encontrar um doador para Jim Abed.

Mas no mês seguinte, uma ex-colega de trabalho de Slominski, Crysti Shirley, viu o seu post pela primeira vez. Crysti conhecia Slominski de um trabalho anterior, mas ela e Abed eram completos estranhos.
Arrepios
Em março o post chamou a atenção de Shirley. “Quando eu digo me chamou a atenção, quero dizer me deu arrepios. Era a história de alguém amado que precisava de um rim O” , escreveu no Facebook. “Eu sabia no meu coração que eu estava destinada a dar meu rim a ele. Eu não posso explicar isso”, disse Shirley à Fox News. Ela fez contato com Slominski e começou o processo para descobrir se ela seria compatível com Abed, pai de dois filhos. Deu certo: os dois eram compatíveis. Os médicos de Abed disseram que a compatibilidade estava num parente próximo, como um irmão ou pai – não um estranho.
A cirurgia
No dia 26 de julho, os dois foram submetidos à cirurgia no Hospital Johns Hopkins, em Baltimore, EUA. “Foi lindo”, disse Shirley, acrescentando que ela tinha uma “enorme sensação de paz” e não estava nervosa na manhã do procedimento. Shirley foi liberada do hospital dois dias após a cirurgia, mas ficou em um hotel próximo com o marido até Abed ser libertado também. Ambos estão agora em casa se recuperando.
“[Abed] ficou muito surpreso com a bondade de alguém que nem é seu amigo”.
Enquanto a família de Abed vê a ação de Shirley como uma bênção, o oposto também é verdadeiro para ela.
“Eu que recebi a bênção”, disse ela. “Minha esperança é que ele possa sair e viver uma vida plena e bonita”.
“Deus me chamou para fazer isso; não há necessidade de agradecer”, acrescentou Crysti Shirley.
Fonte: sonoticiaboa.com.br
Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress