Faça sua doação

Fenômenos bíblicos, teoria quântica foram um dos temas abordados no Ciência e Fé

Área de Conteúdo

Fenômenos bíblicos, teoria quântica foram um dos temas abordados no Ciência e Fé

Fenômenos bíblicos, teoria quântica foram um dos temas abordados no Ciência e Fé

Segundo e último dia da IV Conferência Ciência e Fé em Brasília teve início às 9h com a palestra do professor Antônio Delson que falou sobre o futuro da humanidade, discussões, motivações, poder e conflitos que permeiam o tema. “Quem vai ditar as regras: a ciência ou a fé?”, perguntou dando o tom da palestra.
“A ciência e tecnologia também são instrumentos de bênção para a humanidade. Deus nos deu isso como um bem para nós. A ciência é ruim quando ela promove o mal. A fé e a ciência podem andar juntas”, explicou.
Logo após, Bispo Rodovalho conduziu o lançamento do seu novo livro em co-autoria com o rabino Gerald Schröeder, Comentários do livro de Gênesis – Explicação dos fenômenos científicos à luz do hebraico original e da cosmologia moderna. Logo em seguida, Gerald deu sua palestra sobre a comprovação científica sobre os fenômenos bíblicos.  “Das pragas do Egito até a criação dos dinossauros, tudo isso esta relatado na Bíblia, mas é preciso um cuidado na leitura e na tradução utilizada das escrituras sagradas”.
Durante o período da tarde o professor Ricardo Sayeg falou sobre a teoria quântica e o direito. “Minha única segurança é ser cristão”, afirmou ao começar sua pregação. “Ser cristão não é religiosidade é estilo de vida, é ser diferente por conta daquilo que a gente acredita, e isso não desqualifica a ciência que a gente realiza. A ciência é a lógica do universo que foi estabelecida pelo nosso criador.”
O preletor enfatizou que em sua vida pessoal o amor pelo próximo é o canal de ligação com o Pai. “Na Santíssima trindade Deus é o magistrado, o Espírito Santo é o promotor, mas Jesus é o advogado. Em seus milagres Jesus também era um físico, ele fazia suas composições, a mutação da água para o vinho, ele mudou a composição celular das pessoas. Para curar ele tinha que restabelecer as células das pessoas. No mundo subatômico existe toda uma estratégia de existência estabelecida por Deus onde a criação pode ser modificada. Os milagres podem ser explicados fisicamente, só não vê quem está com os olhos cobertos pelo véu da ignorância”.
Para completar, Ricardo Sayeg destacou que o cristão tem uma segurança: existe um Deus que é soberano e Ele tem uma companhia permanente que é Jesus. Afirmou também que o ser humano pode até ficar vacilante e inseguro, mas “os cristãos que acreditam que a vida é passageira e a alma é eterna tem essa segurança que reside na fé. A qualificação que temos não é bônus e nem mérito, é uma responsabilidade, temos um dever e uma missão a cumprir em torno disso e o nosso mentor é vivo, aquele que influencia o nosso estilo de vida é vivo e nos acompanha. Não existe para nós vulnerabilidade, mas se você o tiver, é nesse momento que você percebe a presença d’Ele”.
Bispo Robson Rodovalho, que é Phd em Física Quântica, encerrou o evento com o tema o efeito antrópico ou os milagres por trás da vida. Com a pergunta de Leibiniz “Por que existe algo no lugar do nada?” deu início a ministração e afirmou que existem constantes onde há coincidências para fazer com que aquilo que temos exista. “No universo subatômico não existe caos e efeito. Caos cria mais caos, inteligência pode se quiser criar caos, mas não o contrário. Cada antipartícula que temos que é criada tem uma matéria capaz de voltar ao início e zerá-la. Nós temos um universo material, nele foi introduzido mais matéria que antimatéria. A matéria comum é feita de átomos, a antimatéria tem a mesma massa, mas com uma carga oposta”.
Completou ainda:  “Achar que somos vencedores porque existia bilhões de espermatozoides, perto da imensidão de matéria que existe, é como se fossemos um nada. É melhor e faz mais sentido acreditar em Deus para que tenhamos existido do que pensar que uma única partícula ficou apenas por sorte”.
Confira as fotos:

Créditos fotos: Ronaldo Caldas

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress