Faça sua doação

É hora de aproveitar a vida, ou melhor a aposentadoria

Área de Conteúdo

É hora de aproveitar a vida, ou melhor a aposentadoria

É hora de aproveitar a vida, ou melhor a aposentadoria

Nova-zelandia-size-598
Nova Zelândia é um dos 10 países onde a vida do aposentado é melhor

Depois de passar quase metade da vida trabalhando, algumas pessoas optam por mudar de cidades e até mesmo de país quando conseguem a “tão sonhada aposentadoria”. Na pesquisa lançada pelo Índice Global de Aposentadoria do banco francês Natixis, estão os 10 países referência em qualidade de vida para os aposentados.  O Brasil por sua a vez, caiu para a 61ª colocação entre os países pesquisados. Em 2013 ficou na 40ª posição.

Segundo informações, fatores como a desaceleração do Produto Interno Bruto (PIB), o aumento da inflação e a precariedade nas condições de saúde, podem ter contribuído para que o país recuasse na posição, “ainda que tenha havido melhorias no subíndice de qualidade de vida, em que o Brasil agora está no top 20, o cenário geral é medíocre”, destaca o levantamento.

A pesquisa segue alguns fatores que contribuem para que a população da terceira idade tenha qualidade de vida, como acesso à saúde, o bem-estar material, a situação financeira do país, além do ambiente propício para viverem. Por isso, os países que obtiveram as primeiras colocações têm economias desenvolvidas, elevados níveis de renda por pessoa e um número reduzido de desigualdade social.

Veja os 10 países em destaque:

Suíça: o país situado na Europa Central ficou este ano em 1º lugar no ranking por fornecer a seus habitantes, principalmente as pessoas de mais idade, meios de transportes públicos capacitados, serviços de entretenimento acessíveis como teatro, parques e cinemas, além de ter índices baixíssimos de poluição do ar e da água.

 Noruega: em 2013 encabeçou a lista, mas este ano ocupa a 2ª posição. É o país que apresenta a maior igualdade entre os sexos e menor desigualdade social, além de fornecer à população programas de educação, de assistência e segurança social. A mão de obra também é altamente qualificada e especializada.

Áustria: é mundialmente conhecida como o país da cultura e segundo informações um dos países mais seguros do mundo por ter um baixo índice de criminalidade, atraindo com isso, muitos investidores estrangeiros, além de ter uma estabilidade econômica, social e política.

Suécia: possui amplo sistema de saúde pública e segundo dados conta com quatro médicos para cada mil habitantes. É um país conhecido pela civilidade e mantém uma economia capitalista.

Austrália: também possui um sistema de saúde de alta qualidade. Saltou da 11ª para a 5ª posição em um ano. Segundo informações divulgadas, o país foi o que melhor superou a crise econômica global, além disso, a educação é referência e atrai muitos estudantes de diversas partes do mundo.

Dinamarca: é uma das monarquias mais antigas do mundo e considerado um dos países onde a população é mais feliz. Possui amplo sistema público de saúde e elevados índices de igualdade econômica. É famosa pelos excelentes meios de entretenimento como o cinema, museus, esportes e a gastronomia.

Alemanha: oferece altíssima qualidade de vida aos seus aposentados e lidera a lista dos 10 países mais ricos. Os meios de transportes públicos são modernos e o nível de segurança é alto. Fatores ligados à saúde melhoram a cada ano, como os gastos que são cobertos pelos seguros e o número de médicos é equivalente à população.

Finlândia: no ano passado estava na 6ª posição, mas continua oferecendo aos seus aposentados excelente qualidade de vida e finanças. É um país de florestas e lagos, por isso é conhecida pela sua beleza natural bem preservada. Tem uma economia considerada moderna e competitiva liderando o setor das telecomunicações.

Nova Zelândia: o país vem se destacando pela diminuição dos impostos para os aposentados. Os meios de transporte mais usados são os ônibus e trens e apresentam condições propícias de locomoção. Pulou da 22ª posição para a 9ª este ano.

Luxemburgo: localizado na Europa Ocidental, foi construída durante o  Império Romano.  Tem um custo de vida muito alto considerada, inclusive,  uma das cidades mais ricas do mundo, pois comporta importantes centros bancários e financeiros, mas ainda é um dos lugares preferidos para se viver.  Dados divulgados apontam que o país está na 40ª posição na quantidade de médicos por pessoa, na 18ª colocação em bem-estar e o 30º lugar em carga tributária.

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress