Faça sua doação

Como o meme "Logo eu" mudou a vida de uma criança que vendia balas

Área de Conteúdo

Como o meme "Logo eu" mudou a vida de uma criança que vendia balas

Como o meme "Logo eu" mudou a vida de uma criança que vendia balas

Captura de Tela 2017-01-31 às 19.02.44
Fonte: internet

Qualquer pessoa que passe um pouco de tempo nas redes sociais deve ter notado, nas últimas semanas, a presença do meme Logo Eu, e as inúmeras piadinhas, trocadilhos e interações que ele gerou – até famosos entraram nessa brincadeira!
Para quem não sabe do que se trata, ele surgiu após um usuário do twitter relembrar de uma clássica cena da novela Senhora do Destino, em que a querida vilã Nazaré Tedesco, fonte inesgotável de memes, diz a frase: “Tentou me derrubar? Logo eu ? Nazaré Tedesco”.

Mas entre os inúmeros usos possíveis do meme , nenhum jamais irá superar a de um homem do Espírito Santo chamado Rubens Lyra, empresário e dono do seu próprio negócio.

Logo eu, do bem

Rubinho, como é chamado pelos amigos, estava de passagem pelo seu bairro quando um garotinho o abordou para vender algumas balinhas. Curioso com a situação, decidiu perguntar ao menino qual era o motivo de eles estar vendendo balas na rua.
A criança respondeu que estava vendendo para juntar dinheiro para poder comprar material escolar para as voltas às aulas. Foi aí que a vida do jovem mudou para sempre.
Para espanto dele, Rubinho é dono de uma papelaria e, sem pensar duas vezes, deixou o pequeno vendedor ir até a sua loja e escolher todo o material que ele quisesse e precisasse para as aulas.
Depois disso, Rubens tirou uma selfie com o menino e publicou nas redes sociais a foto com os  “Olha como Deus é perfeito!!! Esse menino veio me vender bala pra comprar o material escolar. Logo eu, dono de papelaria!!!” e bombou na internet com o melhor uso possível do meme.
Fonte: ig.com.br

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress