Faça sua doação

Culto de Conexão (29.10) – Ana Lia Clerot fala sobre "gratidão" na série de palavras "Céu na Terra"

Área de Conteúdo

Culto de Conexão (29.10) – Ana Lia Clerot fala sobre "gratidão" na série de palavras "Céu na Terra"

Culto de Conexão (29.10) – Ana Lia Clerot fala sobre "gratidão" na série de palavras "Céu na Terra"

Independente das situações em que se vive, a gratidão a Deus deve prevalecer na vida das pessoas. Essa foi a orientação feita pela Pastora Ana Lia Clerot, durante o Culto de Conexão na Embaixada Sara Nossa Terra, em Brasília.

Sob a nova série de mensagens “Céu na Terra”, a preletora enfatizou que para vivenciá-lo na prática é preciso coragem e imposição. “Nós precisamos ser embaixadores de Deus na terra. Se eu não posso representar Deus na terra, então o que estou fazendo aqui? Simplesmente vivendo por viver? Deixando a vida passar? Sem tomar uma decisão? Nós precisamos viver um alinhamento. Alinhar a nossa vida com Deus. Temos que viver em obediência, de acordo com os propósitos de Deus”, disse.

Para contextualizar o tema “Gratidão”, Ana Lia destacou que todas as pessoas citadas na Bíblia que tiveram uma experiência com Deus, foram pessoas agradecidas, e não ficavam murmurando por não terem o que almejavam naquele momento. “No céu só existe uma vontade: dar graças. Uma pessoa grata é feliz e tem a certeza que tudo se resolve. Enxerga o problema como uma oportunidade para crescer”.

Mas o que é ser grato? Ter gratidão? A preletora explicou: “É aceitar os outros e ser aceitável aos outros. É orar a Deus e pedir a Deus. Quando Jesus veio ao mundo, em nenhum momento Ele murmurou. Existia gratidão, porque Ele cria nas promessas de Deus. A murmuração é contraditória ao que o céu é. A murmuração é contraditório em relação à graça”, observou.

Como referências Bíblicas que tratam sobre gratidão, destacou os livros de 1 Tessalonicenses 5: 17-22 e 1 João 2:15. Diante da leitura, Ana Lia destacou que a vida nem sempre é feita de coisas boas ou ruins, mas o ser humano tem a mania de complicar tudo, focando somente nos problemas e desprezando o que é bom. “Quando nós murmuramos o Espírito Santo vai embora. A gratidão anda lado a lado com a felicidade, porque quando somos gratos nós enxergamos a capacidade de sermos felizes. Quando somos gratos, a felicidade vem como consequência na nossa vida. Uma pessoa grata tem o céu na terra, porque ela consegue enxergar Deus nas coisas. Se você quer ter o céu na terra, viva o que você fala, prega e acredita. Seja condizente com o que você fala”, orientou.

Fotógrafo: Willy de Souza

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress