Faça sua doação

Culto de Conexão (24.09) – Pastora Ana Lia Clerot inicia nova série de palavras sobre Restituição

Área de Conteúdo

Culto de Conexão (24.09) – Pastora Ana Lia Clerot inicia nova série de palavras sobre Restituição

Culto de Conexão (24.09) – Pastora Ana Lia Clerot inicia nova série de palavras sobre Restituição

Em tempos de crise é comum ver as pessoas se abaterem e ficarem com medo, por isso para trazer boas novas aos que crêem em Deus, Pastora Ana Lia Clerot compartilhou uma Palavra de fé no Culto de Conexão.

Iniciando a série de palavras sobre “Restituição” abordou como tema: Como Alcançar a Restituição. Destacou, já no início da pregação, que o termo é uma unção, o mover especial de Senhor. “Deus nos dá a unção e assim recebemos de volta o que nos foi tirado, não é algo humano, mas sobrenatural”.

Observou que a restituição está baseada na misericórdia de Deus, no propósito com Deus e na fé. “Deus só vai restituir aquilo que nós entregamos a Ele, mas temos que ter os propósitos alinhados com Deus. Precisamos também ter a misericórdia de Deus para a restituição vir e Ele precisa saber que nós precisamos d`Ele”, disse.

Para a abordagem do tema, Pastora Ana Lia utilizou como referência as passagens Bíblicas de Joel 2:25 e Êxodo 2:1-9. Joquebede, mãe de Moisés, foi citada como exemplo prático de mulher que exerceu e depositou sua fé em Deus e lhe foi restituído o que era seu por direito, diferente do que ocorre com muitos hoje, que almejam a restituição mas não têm fé, nem coragem para obtê-la.” Saiba que toda semente que foi lançada no altar, nós vamos colher, porque quando recebemos a restituição não colhemos as sementes, mas os frutos prontos”.

Para finalizar, enfatizou que entre o ouvir e o fazer existe uma lacuna, por isso é preciso sair do saber que tem que ter fé, para ter a certeza que se tem fé. “Em um mundo de crise, para liberar o milagre é preciso coragem para mudar. Deus só permite passarmos por algo, porque Ele tem algo maior para as nossas vidas e não as enxergamos ainda. Se você entregou algo para Deus, você vai receber o que espera, mas para isso é preciso ter sensibilidade com o tempo de Deus. Ter restituição é estar em paz”, destacou.

 
Fotógrafo: Willy de Souza

 
 
 
 
 

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress