Faça sua doação

Culto de Conexão (16.06) – Seguir a cultura do mundo ou a de Deus? Paulo Machado fala sobre o assunto

Área de Conteúdo

Culto de Conexão (16.06) – Seguir a cultura do mundo ou a de Deus? Paulo Machado fala sobre o assunto

Culto de Conexão (16.06) – Seguir a cultura do mundo ou a de Deus? Paulo Machado fala sobre o assunto

Culto de Conexão

Nos dias atuais, o bombardeio de notícias negativas estão à disposição de todos e a todo momento, e não tem como manter-se indiferente a elas. Mas será que essa negatividade é algo que deve estar enraizado na cultura de uma sociedade?

Foi justamente sobre essa abordagem que o preletor da noite, o diácono Paulo Machado, chamou a atenção de quem compareceu ao Culto de Conexão na Embaixada Sara Nossa Terra, em Brasília.

Em sua ministração, Paulo observou que cultura é algo que faz parte da vida das pessoas, a qual é formulada por meio de crenças, aprendida na escola ou no ambiente familiar, mas que nem sempre é empregada de forma saudável, como por exemplo, a permissibilidade que o mundo oferece em determinadas situações, mostrando que a vontade do “eu” deve-se fazer sempre mais presente. “Muitas vezes, nós somos rotulados por situações e existe uma cultura nesse mundo de caracterizar e adjetivar as pessoas. A cultura determina um povo e os padrões de uma sociedade, ou seja, o mundo determina uma cultura extremamente carnal, onde o que é certo é você viver de acordo com a sua vontade e com isso, vemos as pessoas se perdendo cada vez mais”.

E justamente por falta de direcionamentos adequados, as pessoas acabam caindo em um ciclo vicioso. “Vemos pessoas passando por cima de outras pessoas para alcançarem o que querem, porque para elas o mais importante não é o ser, mas o ter e muitas vezes aquilo que nós possuímos define quem nós somos”.

Mas como manter-se íntegro, quando a própria sociedade mostra que o mundo é dos espertos, ou seja, aproveitar as oportunidades sem com isso pensar nas consequências? A própria Bíblia direciona para uma vida em santidade e para enfatizar isso, o preletor citou algumas passagens Bíblicas como o livro de Colossenses 3:5. “A Palavra do Senhor nos diz que existiam velhas práticas, uma velha natureza que fazia parte do dia a dia, mas diz que hoje somos uma nova criatura, e o Senhor tem uma nova cultura pra nós que é perfeita, que não é carnal, mas espiritual, que não é natural do homem, mas do Senhor. O reino de Deus são para pessoas que fazem morrer essa velha natureza e esse é o nosso maior desafio de todos os dias: vencer a nossa carne, vencer essas vontades”, disse.

Confira fotos:


Crédito das fotos: Ronaldo Caldas

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress