Faça sua doação

Culto de Conexão (10.07) – "para recomeçar é preciso mudar as atitudes" , diz Ana Lia Clerot

Área de Conteúdo

Culto de Conexão (10.07) –  "para recomeçar é preciso mudar as atitudes" , diz Ana Lia Clerot

Culto de Conexão (10.07) – "para recomeçar é preciso mudar as atitudes" , diz Ana Lia Clerot

Conexao-19Ao som de Hélio Borges, o louvor do Culto de Conexão desta quinta-feira (10), foi cheio de adoração e entendimento. Ministrado pelo pastora Ana Lia Clerot, o tema da noite foi sobre  “Recomeço”, a nova série de palavras do Conexão .

A pastora envolveu todos os presentes sobre o tema de uma forma muito prática e destacou: “Quando a gente começa a falar sobre a vida, a gente fala de recomeço, seja no trabalho, na profissão ou relacionamento”.

Durante a pregação, citou como exemplo 3 mitos sobre o recomeço: Como ter a certeza que a última vez não foi a ultima? Como eu sei que vou fazer melhor? O tempo é seu inimigo?.

Observou que muitos acham que tempo é inimigo quando se fala em problemas, mas na verdade é o contrário. “Quando passamos por dificuldades, o que mais precisamos é de tempo para repensar, analisar a vida como um todo.  O problema é que sempre queremos as respostas de imediato, sem dar tempo para analisar se aquilo era realmente o que Deus fez para nós”.

Como referência  para a ministração da palavra citou o livro de Romanos 8:28 e a vida de Moisés e Davi, homens sábios que souberam esperar os propósitos que Deus tinha para a vida deles.  “O mal do ser humano é a pressa.  Quando tomamos uma decisão com calma, sempre dar certo”, destacou.

Cheia da unção, a preletora finalizou o culto dizendo aos presentes para que permitam que o Senhor aja em suas vidas. “Para ter um recomeço na nossa vida é preciso mudar as atitudes.  Primeiro, temos que ter uma dependência de Deus e segundo se humilhar em Deus, dizer que precisamos do Senhor”.

Testemunho

photo2 (1)Evangélico desde criança, o servidor público Thiago Henrique, 26, estava afastado da igreja há algum tempo, mas sentia a falta da presença do Senhor em sua vida, foi quando decidiu procurar uma igreja que ficasse próxima de seu local de trabalho. Frequentando os cultos da sede da Sara há cerca de um mês, o jovem é só elogios.  “Tinha uma certa resistência quando ouvia falar de Sara Nossa Terra, pois vinha de igrejas mais tradicionais. Como estou numa fase de reconciliação com Deus, decidi procurar uma igreja maior onde tenho a minha liberdade individual respeitada. Pretendo fazer o Revisão de Vidas e como tenho primas que frequentam aqui, vou pegar referências de células e grupos”, comenta.

photo1 (1)Daniela Lamounier, 42, frequenta a SNT há cerca de um ano. Quando perguntada se recebeu referência de alguém para conhecer a igreja, responde precisamente. “O Espírito Santo me tocou. Fui convidada por Deus. Não gosto de nada que seja obrigado.  Eu gosto daqui, acho muito bom. No culto de hoje sempre faço minha oração no início e coloco meu pedido de oração no altar. Gosto muito dos cultos, principalmente quando é o bispo Rodovalho pois sua pregação e músicas são boas”, destaca.

Fotógrafo: Willy de Souza

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress