Faça sua doação

Conferência Arena Jovem encerra com fortes pregações, louvor e exibição do filme 30 Dias

Área de Conteúdo

Conferência Arena Jovem encerra com fortes pregações, louvor e exibição do filme 30 Dias

Conferência Arena Jovem encerra com fortes pregações, louvor e exibição do filme 30 Dias

collage1 A tarde no Campus Arena, em Brasília, começou agitada com muito louvor e adoração ao som da banda Discopraise. O ritmo da Conferência já se encaminhava para o fim, mas muitos ensinamentos e pregações ainda estavam por vir. Bispa Priscila Cunha partilhou a primeira Palavra, destacando As Quatro Características do Povo da Cruz. Em sua pregação, chamou a atenção dos jovens dizendo que é muito fácil pegar uma cruz e falar que faz parte desse povo, mas é no dia a dia que essa postura tem que se fazer presente. “Nas nossas pressões e desertos que devemos lembrar dessa decisão de ser o povo da cruz, porque tivemos o livre arbítrio”.

Com praticidade, a preletora destacou as características desse povo que são: levar a luz de Cristo, morrer para si mesmo, ser focado e apaixonado pela missão, além de suportar as pressões. “Nós devemos ser luz e colocá-la em prática, porque as trevas nos deixam pesados, por conta do pecado. Devemos mostrar que somos luz para as pessoas lá fora. O povo da cruz não é dominado pelos pensamentos, pelos olhos e pelos desejos carnais. Ele esmurra os seus desejos carnais e pessoais. A pressão por sua vez é o que te faz se afastar da cruz. Mas o povo da cruz passa por pressão e não desiste, sente a pressão, porque tem estrutura interior. São os que choram, aprendem e prosseguem extraindo uma grande lição da experiência e você só vai ter poder para cumprir a missão, se tiver posição para aguentar o rojão. O povo da cruz quer pagar o preço pelo propósito, porque ser o povo da cruz é suportar verdadeiramente a pressões, assim a posição e o poder vêm como consequências”, enfatizou.

Bispo Lucas Cunha seguiu com a ministração destacando que só carrega a cruz quem é discípulo, que por sua vez não é aquele que opina, que diz o que deve ser feito, mas aquele que se submete com discernimento ao que o líder orienta. “Os discípulos de Jesus se submetem às pessoas, à liderança e por isso existe a igreja. Mas não existe líder perfeito, porque é na falha dos líderes que Deus aperfeiçoa o seu caráter cristão. O seguidor vai pro culto, esquenta o bando e ouve a Palavra, mas o discípulo põe a mão no arado. O discípulo nasceu para incomodar. Eu não sou de ferro, tenho as minhas crises, as minhas fragilidades, mas uma coisa é: todo dia eu decido vencer”, disse.

Utilizando como referência para sua ministração, o preletor destacou a passagem Bíblica de 1 Coríntios 9:27 e diante da leitura, observou que todos têm as suas fraquezas, mas é preciso cuidar delas e vigiar, para que assim não sejam desqualificados. “Eu não sou o poderoso, mas sou determinado e tenho foco. Todo discípulo é seguidor porque ele está debaixo, mas o seguidor não é discípulo. Uns nasceram para ser cabeça e outros para ser calda, mas e você, nasceu para ser o que? Os discípulos não foram construídos por Jesus para buscar milagres, mas para realizar os milagres. Eles vão para a cruz, abaixam a cabeça. O discípulo gosta do suor e está disposto a tudo, já o seguidor gosta do perfume. Enquanto o discípulo quer luz, o seguidor quer o benefício da cruz. Discípulo busca a missão e busca fazer a diferença, já o seguidor persegue quem está na missão. Por isso, discípulo, nunca coloque o seu líder na posição de refém, não faça ele negociar o seu chamado por você, porque isso não é o papel do cristão”, enfatizou.

Em seguida, e para fechar com um gostinho de quero mais, o filme 3o Dias, produzido pela equipe do Arena Jovem da Ceilândia, cidade satélite do Distrito Federal, foi apresentado ao público. O filme narra a história do Paulo, um jovem que vivia com sua família em uma cidade da capital, mas que em meio a uma vida cheia de responsabilidades, descobriu uma grave doença, que mudou o rumo total da sua vida em 30 dias. A Conferência 2016 chegou ao fim, com milhares de vidas transformadas e 2017 promete muito mais bênçãos com o tema já definido “Nada a Temer”. Aguarde!

Confira fotos:


Fotos por: Willy de Souza

Willy de Souza – Fotografia de Momentos – Fotografo de Casamento Brasilia

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress