Faça sua doação

Campus Arena lota com a Festa dos Tabernáculos

Área de Conteúdo

Campus Arena lota com a Festa dos Tabernáculos

Campus Arena lota com a Festa dos Tabernáculos

Na sexta-feira da Paixão, 25, a Sara Nossa Terra promoveu no Campus Arena, em Brasília, a Festa dos Tabernáculos. A programação deu início às 9h da manhã com o louvor do cantor Hélio Borges que cantou músicas que exaltavam o nome de Deus. Logo após, Bispa Lúcia Rodovalho orou pelos presentes e ressaltou sobre a importância da festa. O pastor americano Dick Bernal, veio direto da Califórnia para ministrar a primeira palavra da manhã. Empolgado de estar no Brasil e ministrar na Sara Nossa Terra, trouxe uma palavra de fé e inspirativa sobre a morte de Jesus e sua ressurreição. O livro bíblico de Jó 22:28 serviu como base da sua ministração. ” Eu acredito que quando dizemos algo, alguma coisa acontece. As coisas se movem, chegam . Invoque o nome de Jesus Cristo”, ensinou.
IMG_8995
Falou que geralmente as pessoas têm medo da morte, lembrando sobre a crucificação de Jesus e perguntou:  Qual é  o aguilhão da morte? O medo do desconhecido. Será que existe um céu, um inferno? O medo cancela a fé. Jesus não teve medo porque Ele sabia do seu propósito. Ele ensinou, curou, expulsou demônios, discipulava, mas Ele tinha que morrer. Jesus nasceu para morrer”. Ao ensinar sobre o significado da morte de Jesus, remeteu à mensagem da cruz para a vida prática das pessoas. “Jesus morreu, mas ressuscitou. Ele se levantou no terceiro dia como um leão. Talvez você esteja vivendo uma sexta-feira da Paixão em sua vida, sem perspectivas, com problemas familiares, problemas de saúde, mas eu estou aqui para te dizer que domingo está chegando. A sua ressurreição se aproxima. Haverá o sangue de Jesus no teu futuro. O sangue de Jesus garante a tua vitória”, profetizou o americano.
Logo após sua palavra, foi exibido um filme falando sobre o significado dos Tabernáculos. Bispo Rodovalho entrou logo em seguida e pregou uma palavra de muito conhecimento aonde falou sobre as três festas: Páscoa, Pentecostes e Tabernáculos. Pentecostes, festa dos primeiros frutos, primeiros sinais. Páscoa, abertura, salvação e, por último, Tabernáculos, festa da plenitude, colheita. “Tabernáculo não é uma experiência, mas um viver diário. Hoje, em nome de Jesus, se fecha ciclos na sua vida. É tempo de alegria e regozijo”. No final do evento, centenas de pessoas passaram, em ato de fé, pelo “Tabernáculo” que foi montando como símbolo no lugar.
Confira as fotos:

Assista ao vídeo de Aconteceu Festa dos Tabernáculos:

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress