Faça sua doação

Bruno e Crislaine Brito contam como Deus cuidou de seu casamento

Área de Conteúdo

Bruno e Crislaine Brito contam como Deus cuidou de seu casamento

Bruno e Crislaine Brito contam como Deus cuidou de seu casamento

15320277_1164587660295114_765362184_nBruno e Crislaine Brito vieram de Aracaju/SE para Brasília por conta de uma proposta de emprego. Durante três vezes receberam propostas de emprego e na terceira vez tiveram uma confirmação que aquilo de fato era bênção. O casal se conheceu ainda na adolescência e um interesse foi despertado, mas apenas aos 15 anos começaram a namorar e mantiveram esse relacionamento por 1 ano e cinco meses.

Na época, os dois moravam em bairros diferentes, mas faziam parte da mesma igreja. Naquele tempo, Bruno já tocava no ministério de música e era rodeado de meninas, mas Cris, como é conhecida, chamou a sua atenção e não era daquele ciclo de meninas que caíam de amores por ele. “Ela se mostrou diferente, fiel a Deus e eu me decidi por ela. Então fiquei nessa batalha e decidi investir. Fiquei muitos meses tentando conquistá-la, fiz músicas, ligava pra ela, as vezes o pai atendia e eu ficava com o coração apertado.”

Depois de 1 ano e 5 meses o tempo ficou corrido, Bruno viajava muito em missão e acabaram decidindo dar um tempo. “Ficamos 3 anos separados e durante esse tempo vimos que aquilo era necessário, porque talvez se tivéssemos prosseguido teria tido brigas, caído. E querendo ou não, éramos muito jovens, era um relacionamento imaturo. Após os três anos começamos a nos ver de novo e resolvemos retomar o relacionamento, mas dessa vez com uma outra maturidade. Focamos um propósito, o casamento”, afirma o casal.

Namoraram então durante um ano, ficaram noivos mais dois anos e então se casaram. “Durante esse tempo nos 1493271_218224825023714_1052066217_nguardamos um para o outro e esperamos até o dia do casamento”, conta Bruno. Naquele mesmo ano o casal teve a bênção de ser ordenado diácono da Sara Nossa Terra.

“Desde o dia que marcamos a data para o nosso casamento o Senhor foi fiel conosco. Nós ainda estávamos organizando as coisas e as pessoas foram aparecendo para nos abençoar, desde os preparativos até o lugar onde nós íamos morar. Passamos três meses sem pagar aluguel e aos poucos a gente foi conquistando. Muitas coisas tivemos que ir nos adaptando. As nossas famílias eram muito diferentes”, lembra Cris. Bruno cresceu em família cristã, ela se converteu um pouco depois por meio de sua mãe. E aos poucos foram ajustando as coisas para que o casamento desse certo e não foi fácil.

“Eu mesma precisei me podar, me deixar ser tocada por Deus, ser menos dura, firme, pra ser mais maleável. A falta de experiência no inicio do casamento nos fez passar por muitas coisas, até mesmo desperdício de comida, pela falta de saber lidar com a casa”, lembram. Quando ainda moravam em Aracaju Bruno era estagiário e apareceu uma proposta de emprego. Ele começou a trabalhar e pouco tempo depois foi promovido, na mesma semana daquela promoção recebeu uma proposta de um outro emprego, melhor do que aquele que estava.

Ao chegarem em Brasília ficaram um pouco deslocados. “Eu me sentia muito só, queria ir embora o tempo todo, não me encontrava nesse lugar. Mas em uma pregação Deus me fez decidir parar de reclamar e fazer daquela situação uma oportunidade de crescimento”, conta Cris. Hoje o casal tem 6 anos de casados e são da SNT Ceilândia, cidade satélite do Distrito Federal, são líderes e parte do Ministério de louvor.

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress