QUAL A DIFERENÇA ENTRE TENTAÇÃO E PROVAÇÃO? PARTE I – Sara Nossa Terra Doe agora

QUAL A DIFERENÇA ENTRE TENTAÇÃO E PROVAÇÃO? PARTE I

“Eis que seguramente poderão vir a juntar-se contra ti, mas não será por mim; quem se ajuntar contra ti cairá por causa de ti”.Isaías 54:15. Nesse verso fala sobre a profecia e o decreto de Deus sobre a sua vida. Muitas vezes nos perguntamos: O que Deus tem para mim? Quais são as promessas? Qual é a Palavra? Quais são as alianças?

Se alguém vier te atacar, Deus já mandou dizer que não foi Ele quem autorizou. Que não foi Ele que programou, não foi d’Ele que veio o comando ou seja, o inimigo que está te atacando não tem a ordem do Senhor. Não tem autorização do céu, é uma invasão, é um ataque, algo inapropriado e é por isso que vai ser quebrado, cancelado e destruído.

Quando a gente vai estudar o velho testamento e procura satanás, o diabo ou Lúcifer, encontramos alguns textos, não muitos porque o velho testamento não elucida muito sobre o mal. É o novo testamento, especialmente Jesus que explica a origem do mal e sua história. Mas o que o velho testamento fala de Lúcifer o causador das contendas. A palavra contenda no hebraico não é só fuxico, significa desastres, mortes, ataques, guerras, tudo que não presta.

Nós cristãos somos quem encaramos a existência da ótica de duas forças. O bem que representa Deus, os anjos, o Senhor, a igreja e o mal que vem aquela energia da morte, da doença que também é uma expressão de satanás. A boa notícia é que Deus já o venceu através de Jesus Cristo. E o mal não tem como agir na sua vida e atacá-la.

A diferença entre tentação e provação

Você tem na Bíblia vários assaltos do mal sem que Deus tenha permitido. Quando o inimigo ataca o homem, ataca a família, sem a autorização de Deus se chama tentação. E quando o inimigo ataca uma pessoa autorizado por Deus se chama provação. Tentação é quando o mal age sem a permissão de Deus. Provação é quando o mal age permitido por Deus. Jó foi provado porque Deus permitiu que o maligno o tocasse. Quando Jesus foi para o deserto, ele foi para ser provado pelo inimigo.

Em Deuteronômio 8:15-16 diz: “Que te guiou por aquele grande e terrível deserto de serpentes ardentes, e de escorpiões, e de terra seca, em que não havia água; e tirou água para ti da rocha pederneira; Que no deserto te sustentou com maná, que teus pais não conheceram; para te humilhar, e para te provar, para no fim te fazer bem;

A tentação é quando o maligno invade e assalta sobre a sua vida. Quando Deus avisou a Caim que ele estava odiando o irmão, disse a ele que o mal estava pulando sobre ele. Isso é uma tentação. Eu não autorizei o maligno encher a sua cabeça. Eu não autorizei o maligno colocar ódio no seu coração. Ele está fazendo porque o maligno tem essa liberdade.

Em todas as duas situações nós sempre vencemos. A mais fácil de vencer é a tentação porque o maligno agiu sem autorização divina, você usa de autoridade e ele vai embora. Quem sabe fazer batalha espiritual sabe que quando o maligno levanta contra você ou na área da doença, ou no trabalho que ele tenta te tirar da posição, do seu cargo, ou quando ele vem para fazer fuxico e conflito nos relacionamentos. Toda obra do mal nós podemos destruir para acabar com as obras do diabo. Se o maligno te atacar é porque ele é atrevido, mas ele foi vencido e julgado na cruz por Jesus.

 

Voltar pra igrejas

Comments (2)

Verdade! Existe as diferenças! Uma eu aprendo e a outra eu trabalho encima dela, através da experiência! Batalha Espiritual! Amém! Obrigado!

Faça um comentário

X
Evento Teste