Faça sua doação

Bispo Rodovalho concede entrevista para o Gospel Prime e fala sobre descriminalização das drogas

Área de Conteúdo

Bispo Rodovalho concede entrevista para o Gospel Prime e fala sobre descriminalização das drogas

Bispo Rodovalho concede entrevista para o Gospel Prime e fala sobre descriminalização das drogas

BispoRodovalhoBispo Rodovalho concedeu entrevista para o site Gospel Prime e falou sobre a descriminalização das drogas, tema que está em processo no Supremo Tribunal Federal (STF). Em trechos da entrevista opinou que “essa descriminalização vai liberar o uso e o porte de todas as drogas, não apenas a maconha, como pensam ou defendem alguns”.  Confira alguns trechos:
O senhor esteve com os ministros do STF recentemente para conversar sobre o julgamento para descriminalizar o porte de drogas para uso pessoal. Como foram esses encontros?
Sim. Fomos eu, o deputado Osmar Terra, João Campos e outros. Estivemos no gabinete de alguns ministros para apresentar nossa posição e argumentos contra a descriminalização das drogas quando são usadas para consumo próprio. Fomos muito bem recebidos. Era evidente que os ministros não tinham opinião formada. E embora estivessem incomodados com a situação atual dos presídios brasileiros, de superlotação.
O que tem sido colocado é que a superlotação decorre da prisão de usuários de drogas que são enquadrados como traficantes. Os ministros foram sensíveis aos argumentos de que esta medida poderia até piorar o quadro, em vez de resolver.
Qual a opinião do senhor sobre a descriminalização das drogas?
Essa descriminalização vai liberar o uso e o porte de todas as drogas, não apenas a maconha, como pensam ou defendem alguns. É uma descriminalização geral. Isso, sem dúvidas, vai trazer um aumento na prática de delitos como roubos, latrocínios, agressões, acidentes de trânsito, além de um aumento de perturbações psíquicas, como consequência dos distúrbios neurológicos oriundos das substâncias psicotrópicas.
Digo isso baseado em pesquisas científicas que sustentam esse nosso posicionamento.
Como a descriminalizar o porte de drogas para uso pessoal pode prejudicar a sociedade brasileira?
Exatamente pelos efeitos colaterais das drogas. Já é sabido, comprovado cientificamente que mais de 25% da sociedade sofre de algum tipo de transtorno psíquico, como depressão, esquizofrenia, entre outras disfunções. Essas pessoas são as mais suscetíveis ao uso das drogas. E, sob sua influência, elas se tornam um risco potencial, tanto para si mesmas quanto para a sociedade.
O tráfico de drogas e a criminalidade andam lado a lado, muitos defendem que a descriminalização diminuiria esses índices. O senhor concorda? Por quê?
As drogas ilícitas são o produto escolhido para o crime organizado se sustentar. Mas esse não é o único produto comercializado pelas organizações criminosas. Eles praticam sequestro, roubo, tráfico de armas, entre outros crimes. Já se sabe que, se as drogas forem legalizadas, essas organizações criminosas irão ganhar duas vezes: passam a fornecer ao mercado legal e continuam operando com os demais produtos ilegais.
A contravenção é uma escolha, uma forma de sobrevivência à margem da sociedade. É inocência imaginar que isso tudo se resolveria com a legalização das drogas. Ao contrário: a descriminalização tornaria essas organizações ainda mais poderosas.
 
Para ler na íntrega clique aqui 

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress