Faça sua doação

Bispa Priscila Rodovalho Cunha ministra sobre a força de semear

Área de Conteúdo

Bispa Priscila Rodovalho Cunha ministra sobre a força de semear

Bispa Priscila Rodovalho Cunha ministra sobre a força de semear

Total dependência ao Senhor em meio a forte derramar do Espírito Santo. Essas foram as declarações dos Pastores Pedro e Juliana Zanine durante os cultos de domingo (29), presencial e on –line, na Embaixada Sara Nossa Terra, em Brasília.

Na explanação da palavra, com base no livro de Salmo 126: 5-6, a Bispa Priscila Rodovalho Cunha ministrou sobre semear. “Quais são as sementes que vocês têm liberado? Ainda é tempo delas darem fruto”.

A preletora mostrou que existem sementes que não deram fruto em 2020. “Se as sementes não deram frutos, alguma coisa está errada. No mês de Dezembro ainda é tempo de reverter este quadro”.

A líder ainda ressaltou que se as pessoas semeiam com lágrimas, com júbilo colherão com alegria. “Não aceite o menos, ou seja, as sementes virarem erva daninha. Deus tem concretizações das promessas. Então, por que você recebe menos? Por causa de suas decisões. Você está nos 14 dias de jejum e hoje o Pai vai falar com você”.

De acordo com Mateus 13: 1-9, a Bispa citou a parábola e assegurou que as sementes são liberadas no momento profético. “Mas qual é o solo que esta semente vai encontrar? O solo do nosso interior. No entanto, ainda há tempo de mudar e não deixar seu coração endurecer. Deve haver raiz. Quer dizer, aprofunde na Presença de Deus”.

“Não permita ser roubado”, alertou Bispa Priscila ao concluir que existem pessoas que têm espinhos por estarem com amargura. “Pessoas assim, a semente entra no meio dos espinhos e a semente morre. Você tem que se posicionar em uma terra boa. Faça uma análise e corra atrás de seus sonhos”.

Fotos Gabriel Souza

 

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress