Faça sua doação

Você não precisa da validação do outro!

Área de Conteúdo

Você não precisa da validação do outro!

Você não precisa da validação do outro!

O sociólogo Anselm Leonard Strauss defende que toda pessoa se apresenta aos outros, e também a si mesma, e se vê nos espelhos dos julgamentos que fazem dela. Assim, as máscaras que ela exibe ao mundo são moldadas de acordo com o que ela consegue antecipar desses julgamentos. De acordo com Strauss, cada pessoa se esconde atrás de máscaras que são moldadas de acordo com o julgamento que recebe das pessoas ao seu redor. Essa é uma realidade da sociedade, em que as pessoas querem parecer e aparecer mais belas, inteligentes, engajadas, mais ricas e influentes e querem ter mais seguidores.

Não se esconda atrás das máscaras que o mundo tenta colar em você. Muitas pessoas vivem escondidas, com medo de mostrar quem são e em que acreditam, com medo de ser aceitas. São pessoas que não conseguem se comunicar, que esperam que os outros adivinhem o que elas querem e que se ressentem quando eles não acertam. Tais pessoas já perderam o controle de suas vidas e já se entregaram ao comando de outras pessoas. Ademais, ao descobrir que estão sendo usadas por outros, têm raiva e rancor, mas não conseguem se libertar. Sentem-se vítimas das pessoas e das circunstâncias, mas não têm forças para mudar sua própria realidade.

Carl Jung, psiquiatra e psicoterapeuta suíço que fundou a psicologia analítica, falou sobre “persona”, termo usado pelo teatro grego da antiguidade. Os atores colocavam máscaras sobre seus rostos e assumiam a personalidade representada pela máscara, interpretando-a. Infelizmente, é assim que as pessoas têm vivido em nossos dias, isto é, interpretando papéis. Jung explica que essas máscaras começam ainda na infância, quando você vê que algo que diz ou faz não agrada a seus pais e, então, começa a vestir um personagem que os agrada. Muitos pais, sem perceber, forçam seus filhos a viverem “personas” que não são reais.

Todos nós temos dificuldades de conviver com pessoas diferentes, por isso, as máscaras são papéis que interpretamos para sermos aceitas e amadas, para que as pessoas não nos rejeitem. Elas encobrem, escondem aquilo que realmente somos. Porém, à medida que amadurecemos, essas máscaras vão desaparecendo. Deixamos de nos preocupar com a própria reputação, com o que as pessoas pensam a nosso respeito.

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress