Faça sua doação

Resolva as suas crises!

Área de Conteúdo

Resolva as suas crises!

Resolva as suas crises!

Você conhece alguém que vive a mesma crise a vida toda? Pessoas que nunca estão bem? Você pergunta: “E aí, tudo bem?” E ela sempre responde contando algum problema. Pessoas que não saem nunca das crises, que alimentam os problemas para que nunca acabem. Uma pessoa assim pode até não perceber, mas não se desapega da crise porque não sabe ser feliz, não sabe viver em paz.

Conheço muitas pessoas assim, casais que brigam a mesma briga há 20, 30 anos; eles não viram o disco, não mudam de faixa, brigam no natal, no final de semana, nas férias e estes casais não se separam, eles ficam brigando a mesma briga até morrerem; é uma loucura. Eu não sei você, mas eu não nasci para isso. E eu acredito que Deus não nos fez para isso. Sabemos que é normal ter desentendimentos no casamento, mas não a vida toda; uma hora a gente cresce, amadurece e os desentendimentos mudam, as crises passam. 

Temos que aprender com os momentos de desentendimentos e superá-los. Precisamos resolver aquela situação e, se tiver um outro desentendimento, que seja por algo novo, que seja por uma situação nova. Eu te desafio a resolver suas crises, porque é preciso parar e resolver as coisas. Porque estou falando isso? Porque normalmente as pessoas acham que as crises se resolvem sozinhas, mas não é assim. O tempo pode ser o senhor da razão, mas ele não é o senhor da solução. Com o tempo as coisas podem mostrar que você estava certo, mas o tempo não resolve a crise, o que resolve a crise é enfrentá-la. Eu tenho visto famílias que passam por problemas e sabe o que eles fazem? Elas tomam a decisão de nunca mais tocarem no assunto. E isso não é saudável.

Eu já tive alegria de poder orar com casais que depois de meses ou anos separados voltaram, decidiram ficar juntos, tentaram novamente, e isso é maravilhoso, isso enche meu coração de alegria porque o importante é tentar, não é desistir. E casais que se reconciliam, para darem realmente certo, ficarem juntos, precisam gastar tempo conversando, falando sobre o que deu errado na primeira vez, ver o que não deu certo. Porque normalmente, diante de uma situação de pós-crise, as pessoas falam: “Eu não quero mais tocar neste assunto, passou!” E a vida vai seguindo, e os mesmos erros voltam a ser cometidos.

Entenda, sentimentos enterrados vivos nunca morrem, eles precisam ser resolvidos para não voltarem. 

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress