Faça sua doação

Relacionamentos superficiais geram mais ansiedade que felicidade

Área de Conteúdo

Relacionamentos superficiais geram mais ansiedade que felicidade

Relacionamentos superficiais geram mais ansiedade que felicidade

Um cristão não “fica”, ele namora com propósito de casar. Infelizmente, a sociedade de hoje inventou essa modalidade de relacionamento que caiu como uma luva para a geração atual, do descartável e do fast-food!

Muitas vezes as pessoas têm escolhido o mais cômodo, que é “ficar”, já que isso não envolve compromisso e responsabilidade. O “ficar representa uma liberdade falsa, que é confundida com felicidade.

O costume cristão de se relacionar com uma pessoa do sexo oposto sem envolvimento físico e sexual parece antiquado, fora de moda para os jovens da geração atual. Mas precisamos fazer a seguinte pergunta: os jovens de hoje são mais felizes com essa tal “liberdade”? É óbvio que não.

São pessoas que buscam a satisfação rápida, sem estresse.Mas, logo após essa satisfação, a realidade persiste em ser outra. Como anda a saúde emocional das pessoas, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo? Elas estão deprimidas, ansiosas, inseguras e com um grande senso de desvalorização pessoal.

Eu tenho certeza de que essa atitude lhe trará sofrimento no futuro. É certo que a Bíblia não cita o namoro, mas fala de noivado e casamento, de relacionamentos entre pessoas. Esses relacionamentos devem ser honestos, maduros e responsáveis. Não queremos impor lei, regulamento ou regra, e sim uma direção que ajude a facilitar sua vida sentimental.

“Ficar” não é um relacionamento responsável, mas um momento de prazer e “curtição” ligado ao nosso lado carnal. É o argumento de um espírito mundano que leva as pessoas a um sentimento de fracasso nos relacionamentos. E, quanto mais elas “ficam”, mais insatisfeitas com a vida se tornam, pois os relacionamentos superficiais geram mais ansiedade que felicidade.

Em um relacionamento saudável, o “ficar” pode ser substituído pela amizade especial, em que o contato físico não é o foco central, mas uma proximidade sem um compromisso estabelecido. Esse tempo pode ser no mínimo de três meses, quando o casal estará orando e buscando a direção de Deus. Esse período ajudará a evitar mágoas e sofrimentos desnecessários que podem comprometer seu crescimento como pessoa e vida espiritual.

O Reino de Deus tem princípios e valores diferentes do mundo do qual você veio. Você pode viver de forma diferente, ter uma vida saudável, sem medo ou culpa, uma vida produtiva e separada. Você vai se maravilhar com os conceitos e valores de Deus para você. O Reino de Deus provê você de uma nova maneira de falar, de agir e de sentir!

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress