Faça sua doação

DEUS FAZ REVIRAVOLTAS NA VIDA DOS QUE QUEREM PERMANECER

Área de Conteúdo

DEUS FAZ REVIRAVOLTAS NA VIDA DOS QUE QUEREM PERMANECER

DEUS FAZ REVIRAVOLTAS NA VIDA DOS QUE QUEREM PERMANECER

 “Então disse a Abrão: Saibas, de certo, que peregrina será a tua descendência em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos, mas também eu julgarei a nação, à qual ela tem de servir, e depois sairá com grande riqueza”. (Gênesis 15: 13-14)

Nós sabemos pela história que durante os 400 anos que o povo de Abraão se tornou escravo, que eles se multiplicaram grandemente. Se tornaram uma nação de 2 milhões de pessoas. Um povo forte, mas que já estava acostumado com a escravidão. As famílias tentavam se fortalecer nas promessas de Abraão, mas a Bíblia diz que esse povo saiu com grandes riquezas e nós sabíamos que o Egito daquela época dos Faraós era o maior império do mundo antigo.

Então eles eram o império mais poderoso da terra e escravizavam o povo de Deus. Os Hebreus não eram nada, faziam o trabalho escravo, eram impotentes, ignorantes e não podiam estudar. Eles não eram uma nação, eram simplesmente um povo escravo. Mas foram eles, os hebreus que sobreviveram e continuaram influenciando o mundo até hoje. Foram eles que sobreviveram como civilização. Todo mundo sabe quem é Israel, sua força, seu poderio e luta.

E o que sabemos sobre o Egito? Está lá toda aquela história, mas não tem a civilização que dá a vida. Naquela época se falássemos que a civilização Egípcia pararia de ser a mais poderosa do mundo e que os hebreus iriam se tornar uma nação, isto seria a coisa mais absurda do mundo, era tão absurdo quanto pensar que o Brasil pode ter um presidente evangélico.

Como aconteceu essa reviravolta? Como um povo escravo permanece? Como um povo escravo se torna uma das nações mais fortes e poderosas? Em 1902 a Suécia criou o prêmio Nobel e até 2004 setecentas pessoas foram laureadas, receberam o prêmio. Desse número 154 são judeus, mais de 20% e isso fala muito forte. O que fez de Israel então ser essa nação prospera e forte, e o Egito sucumbir?

Essas duas nações fizeram uma pergunta muito decisiva: “Como num curto período de tempo é possível criar algo que perdure para sempre?” Esse era o clamor dos Faraós, eles queriam perdurar para sempre. Os egípcios deram uma resposta para isso, essa pergunta foi feita por um dos faraós. A resposta deles foi: “Vamos construir grandes monumentos de pedra. Templos e pirâmides que resistirão aos ventos e as areias do tempo”. E assim eles fizeram, grande parte do que construíram continua de pé. Mas sobraram somente os monumentos, e o que dá vida a uma nação é o povo.

Os israelitas deram uma resposta diferente: “Não precisamos criar monumentos. Tudo que nós precisamos fazer para permanecer e que as promessas de Abraão continuem ecoando nas próximas gerações, é crer nas promessas de Deus, é permanecer na fé. É contar nossa história de geração após geração. Não deixe os seus filhos e netos se esquecerem dos grandes milagres de Deus, das grandes maravilhas, das promessas que Ele fez a Abraão e de quando nos tirou do Egito e assim você e sua posteridade permanecerão. 

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress