Faça sua doação

CORAGEM! NÃO TENHA MEDO DE ERRAR

Área de Conteúdo

CORAGEM! NÃO TENHA MEDO DE ERRAR

CORAGEM! NÃO TENHA MEDO DE ERRAR

Coragem é o oposto de medo. É preciso coragem para enfrentar a vida e seus desafios. Sua fonte é a presença de Deus, pois, quando estamos nele, nosso coração se acalma e recebemos ânimo e força. Certa vez, ouvi uma definição de coragem muito preciosa: “Coragem é o medo entregue em oração”. Em vez de nos sentirmos condenados por nossa covardia, devemos descobrir a chave da coragem que é administrar o medo e fazer o que temos menos vontade de fazer – a coisa certa.

Por mais estranho que pareça, existe uma conexão entre coragem e o fato de sermos novas criaturas por meio da reconciliação com Deus em Cristo Jesus. Paulo sabia que, como nova criatura, não precisava mais levar em conta seus pecados, pois se considerava vivo para Deus e morto para o pecado. Sendo assim, não havia mais necessidade de “errar o alvo”; ele, mesmo tendo sido antes um perseguidor da igreja e de Cristo, sabia que podia se apropriar da redenção, reconciliação, justificação, graça e paz do evangelho e prosseguir para o alvo de conhecer Jesus e o poder de sua ressurreição.

A graça do evangelho nos torna novas criaturas com capacidade de correr riscos e perseguir os desafios que Deus coloca em nossos corações. Temos, agora, recursos espirituais para discernir em quem confiar ou não. Podemos aprender a crescer até com nossos erros, sem ficar nos escondendo de nós mesmos e dos outros.

No texto de Mateus 14, quando Jesus andou sobre as águas, havia doze apóstolos no barco, mas somente um teve coragem de enfrentar o vento e a tempestade e andar em direção a Jesus. Todos gritaram de medo pensando que era um fantasma, mas só Pedro ousou pedir a Jesus para ir ao seu encontro andando sobre as águas. Entretanto, ao prestar atenção ao vento, começou a afundar; imediatamente, Jesus lhe estendeu a mão para salvá-lo. Pelo menos, ele teve coragem de correr o risco. Agiu muito melhor que os outros que ficaram seguros no barco.

Que aprendamos com Pedro a enfrentar novas situações! Podemos até fracassar mais tarde, mas Deus há de estender sua mão bondosa para que não fiquemos desamparados ou abandonados. Quem quiser ir além de seus limites deve ter iniciativa e correr riscos. Nunca deixe que suas memórias de fracassos do passado o paralisem.

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress