Faça sua doação

ALARGANDO AS NOSSAS FRONTEIRAS EMOCIONAIS

Área de Conteúdo

ALARGANDO AS NOSSAS FRONTEIRAS EMOCIONAIS

ALARGANDO AS NOSSAS FRONTEIRAS EMOCIONAIS

Nossas fronteiras emocionais precisam ser estendidas. Nós vivemos um grande dilema em nossos dias: para que nós possamos alargas nossas fronteiras emocionais dependemos do outro, das pessoas com quem nos relacionamos. Alargar as fronteiras emocionais tem a ver com o seu relacionamento com Deus e com seu relacionamento interpessoal – com seu cônjuge, com seu namorado ou namorada, com seu líder, com seu grupo de discipulado, com seus discípulos, com seus colegas de trabalho.

Muitas vezes nós achamos que, quando a Palavra de Deus nos fala de relacionamento, é algo para praticar somente no meio da família natural ou da família de Deus. Não é verdade. Todos os Seus princípios podem e devem ser colocados em prática em todos os seus relacionamentos. Deus criou a terra, os animais, a lua, o sol, as estrelas, o homem que colocou sobre a terra. Você acha que Deus errou por ter criado o homem só? Não. Tudo o que Deus faz é perfeito. Deus criou o homem para que ele pudesse dominar sobre a face da terra. A Bíblia narra que durante a criação, no fim de cada dia, Deus olhava e via que era bom, mas quando ele criou o homem, a Bíblia diz que Ele olhou e viu que era muito bom. Deus criou uma companhia para o homem não porque este tenha pedido. Podemos ver como Deus é maravilhoso, e como Ele nos conhece. Antes mesmo que você chegue diante de Deus com o seu pedido, Deus já conhece tudo.

Deus conhece as nossas necessidades antes mesmo de nós, porque Ele é nosso Pai, Ele é nosso Criador. Como o Dr. Myles Munroe dizia em seus livros: “Deus nos criou e possui o manual do fabricante. Logo, se surge algum defeito, ninguém melhor do que o fabricante para consertar, não?” Quando algum aparelho funciona de forma errada, nós mandamos para alguém que entenda o seu funcionamento para que possa consertá-lo. Todo o eletrodoméstico vem como manual do fabricante para que seja reparado se tiver problemas.

Nesse manual do fabricante, a primeira coisa é que não foi Adão que sentiu falta de alguém, mas foi Deus que viu que não era bom que ele estivesse só. Eu sei que a maioria pensa: “Eu tenho que casar”. Eu não sei se você tem que casar. Quem sabe disso é você. Quando eu falo que não é bom que o homem esteja só, não é bom que a mulher esteja só, não é bom que ninguém esteja só, eu não estou falando somente de casamento; mas não é bom que o ser humano não se relacione. Se você não começar a viver esses princípios, não adianta ter uma companhia ao seu lado. Quantas vezes eu encontro mulheres e homens, bem casados, que me pedem oração dizendo: “Eu quis tanto casar e consegui, mas continuo me sentindo só, continuo sentindo um vazio”. Quero deixar uma coisa muito clara: casamento não cura o problema da solidão.

Algumas pessoas falam que não se sentem sós porque têm seus cachorrinhos ou gatinhos. Tem gente que tem dois, três, quatro, ou até mais. Mas eles não substituem qualquer pessoa. Muita gente fala assim: “Quando eu estiver sozinha, vou comprar uns três passarinhos para me fazer companhia”. Os passarinhos podem fazer companhia, mas nunca vão tirar esse sentimento de solidão e isolamento. Você precisa ter relacionamentos com pessoas da sua espécie. A ciência mostra que alguns animais chegam bem perto na cadeia genética do homem, mas não se igualam. Isso mostra que Deus nos criou únicos.

 

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress