Faça sua doação

Alice Bárbara conta como venceu a luta contra o álcool, as drogas e a prostituição

Área de Conteúdo

Alice Bárbara conta como venceu a luta contra o álcool, as drogas e a prostituição

Alice Bárbara conta como venceu a luta contra o álcool, as drogas e a prostituição

11139516_802096553210895_1150357649_nMuitos jovens antes de conhecerem a Sara Nossa Terra e se entregarem ao amor de Deus passam por muitas situações difíceis e caem nas tentações do mundo. Alice Bárbara Silva Lima é um desses exemplos, vivia no mundo das drogas, da prostituição, relacionamentos mau sucedidos com homens e no meio familiar.

“Eu vivia muitos conflitos dentro da minha casa. Brigava muito com minha mãe, que me criou sozinha. Meu pai me deixou quando era pequena. Éramos três filhas mulheres sem nenhum apoio de pai e minha mãe sempre foi muito agressiva, resolvia as coisas sempre da pior maneira”, conta.

Diante dessa situação, Alice era uma menina muito carente de família, agressiva e sem senso nenhum. Buscava nas amizades o amor que não tinha, como forma de suprir as ausências, mas que não adiantava. Por influências erradas, aos 13 anos, começou a ingerir bebida alcoólica e a fumar os piores tipos de drogas. Chegou até mesmo a participar de gangues e vivia revoltada com tudo a sua volta.

Ainda muito nova, teve relacionamentos com homens que não a valorizavam, chegando a traições. Sem orientações da mãe, que era sempre muito ausente, a jovem não sabia o que fazer, não possuía uma base onde se firmar. “Posso dizer que era uma pessoa sem autoestima, bruta, insegura de tudo, infeliz. Não tinha esperanças ou expectativas de uma vida melhor”, afirma.

O tempo passava e Alice se enfiava cada vez mais em um buraco maior. Era muito conhecida nas rodinhas e tentava demonstrar segurança, ainda que não tivesse. Para as pessoas a sua volta, era a menina mais feliz do mundo pelas atitudes que demonstrava. O que não sabiam é que o sofrimento era seu grande companheiro. Dentro de casa apanhava muito e por vezes precisou usar roupas longas para não mostrar as marcas roxas na pele.

Toda a situação que vivia, Alice queria descontar nas pessoas de fora. Batia em pessoas que não tinham nada a ver, para tentar compensar a dor que sentia por dentro. Os conflitos familiares eram cada vez maiores e chegou ao ponto de ser expulsa de casa, porque havia chegado em casa além do horário, bêbada, drogada e toda rasgada. “Nesse dia, toda a minha família me esperava em casa, até a polícia estava lá. Quando cheguei, minha mãe brigou muito e me bateu, e então fui expulsa de casa. Naquela noite procurei meu pai e fiquei em sua casa até que as coisas se resolverem”, lembra.

Ela não sabia que aquela decisão mudaria sua vida para sempre. Um conhecido próximo a casa do pai a convidou para fazer o Revisão de Vidas, mas ela resistia, porque já havia participado uma vez e por falta de maturidade não houve nenhuma melhora. A partir da insistência da irmã e pela vida que estava tendo, aceitou ir. “Lá eu conheci um Deus que supriu todas as minhas carências e necessidades. Foi ali que eu decidi mudar a minha vida. Graças a Deus hoje tenho uma família quase toda restituída. Não tenho mais conflitos dentro do meu lar. Me sinto amada por toda a minha família , principalmente pela minha mãe. Me considero uma mulher realizada”, diz.

Alice é líder da Sara Nossa Terra da Ceilândia, cidade satélite do Distrito Federal e afirma ter sido curada, restaurada, restituída e transformada, além de viver o melhor de Cristo em sua vida.

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress