Faça sua doação

A situação financeira de Jéssica Erculano não a limitou para cursar medicina

Área de Conteúdo

A situação financeira de Jéssica Erculano não a limitou para cursar medicina

A situação financeira de Jéssica Erculano não a limitou para cursar medicina

dc245a71-2042-4303-97da-e5dcce52d768Muita gente acha que a situação econômica da outra pessoa é fator determinante para limitá-la ou mesmo dizer até onde pode chegar, mas quem tem o Senhor e deposita a sua fé e confiança n’Ele, o impossível não existe. Prova disso, é o testemunho da jovem Jéssica Erculano, que mesmo não tendo uma situação financeira que a garantisse cursar medicina, um dos cursos mais concorridos em muitas universidades brasileira, ela nunca duvidou das promessas do Senhor para a sua vida.

Ela conta que ao cursar o segundo ano do ensino médio, época em que muito adolescente ainda tem dúvidas sobre qual carreira seguir, já estava convicta que o que queria mesmo era medicina. Nesse período, muitas pessoas chegaram a duvidar de sua capacidade ou mesmo achar que por ser de família humilde, aquilo não era pra ela.

Ainda no ensino médio, prestou vestibular para alguns cursos afim de ganhar experiência e obteve êxito, sendo aprovada tanto em engenharia química, como para odontologia, respectivamente. “Quando eu passei em “odonto”, as pessoas perguntavam porque eu não escolhia esse curso, porque seria um curso bom demais, já que eu era pobre, mas eu ajoelhei e coloquei no altar do Senhor e Ele me mostrou que o que Ele tinha para a minha vida era o curso de medicina e que eu deveria continuar orando, buscando e perseverando”, lembra.

E assim ela fez. Como na época, Jéssica fazia um curso técnico em química, ao terminar o 3º ano, ainda continuou estudando para concluir o curso. Ela conta que não só nesse período, mas em todos os momentos Deus colocou pessoas abençoadas em seu caminho, sendo muitas vezes assistida com alimentações, livros, passagens, bolsas de estudos para continuar firme em seu propósito.

Ao concluir o curso, Jéssica se inscreveu no Sisu (Sistema Informatizado do Ministério da Educação), no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Enem, além de prestar vestibular em outras faculdades e para sua surpresa, ela não foi aprovada em primeira chamada para a universidade que queria, que era a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), mas o Senhor já havia reservado uma vaga certa para ela. “Como não passei na Ufal, eu fui aprovada na Uncisal e estudei medicina durante uma semana, foi quando recebi a notícia que eu tinha passado em segunda chamada no Sisu na Ufal de Maceió. Foi a maior felicidade da minha família. O Senhor foi fiel em minha vida e fez isso para me honrar e sei que isso é reflexo da minha fidelidade ao Senhor. Ele é fiel conosco, mas nós temos que buscar e cumprir os propósitos. Uma vez o Bispo Rodovalho disse uma frase que ficou em meu coração: “Deus age no campo das coisas impossíveis, mas o que é possível cabe a nós”. Então, Deus me deu graças e privilégios, mas estudar cabia somente a mim. Depois a maior dificuldade que tive foi escolher em qual universidade estudar e não mais ser aprovada”, destaca a futura doutora.

Compartilhe:
X
Angelo Rocha Desenvolvimento WordPress