Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

Veronique Alves foi presa na Bolívia, mas encontrou Deus na SNT e teve a vida transformada

Veronique Alves, membro da Sara Nossa Terra de Cáceres, no Mato Grosso conta que sua conversão se deu há 13 anos, um mês após ter sido presa na Bolívia.

Ela conta que fugiu do Brasil após perseguição por envolvimento em exploração sexual de adolescentes e crianças. “Quando fui presa fiz um voto com Deus que se Ele me tirasse daquele lugar, eu mudaria a minha vida. Passei por muitos ministérios, mas foi dentro da Sara Nossa Terra que eu conheci um amor que não encontrei em lugar nenhum. Os meus pastores na época me mostraram que eu era amada, independente de quem eu era ou o que fazia”, lembra.

Veronique ao lado do esposo Rogério Fernando

O processo de cura e restauração interior não foi fácil, mas Veronique estava disposta a mudar. “Eu vivi um ano na Bolívia onde a minha vida se resumia em jogar baralho, fumar e beber. Naquele época, para sustentar os meus vícios eu me prostituía para poder voltar a jogar baralho. Às vezes mentia para as pessoas que precisava de dinheiro para comer, quando na verdade era para jogar. Quando me encontrei com Jesus a minha vida mudou. Eu deixei as mentiras, a prostituição, os vícios que eu tinha. Ao conhecer a Sara Nossa Terra a minha vida foi totalmente transformada. Fiz o Revisão de Vidas e um tempo depois fui ordenada a diaconisa. Cuidei do ministério, estive à frente um período, mas por um momento de frustração eu me afastei da igreja”.

Durante cerca de oito meses, Veronique ficou fora da SNT e foi justamente nesse momento que ela se viu mais uma vez na obrigação de voltar aos braços do Pai, uma vez que longe de Deus a sua vida estava sem sentido. “Naquele período parecia que tinha um vazio dentro de mim, pensei em suicídio várias vezes, e não tinha forças para retornar para o ministério em que nasci, foi na Sara que eu fui cuidada, onde tiraram os meus espinhos e a minha vida foi transformada. Foi o lugar onde a minha dignidade e o respeito entre as pessoas foi restaurado. Tudo que sou hoje devo a Deus e aos líderes que cuidaram de mim. Fiquei longe, passei por dificuldades, mas no dia que decidi restaurar a minha vida no altar a minha vida mudou. Em questão de um mês, uma casa que estava para sair em meu nome saiu, fui abençoada com uma moto e, desde então, minha vida tem sido transformada. Deus me presenteou com um esposo maravilhoso, que tem cuidado da nossa família. Sei que Deus ainda tem muito mais para fazer na minha vida, mas tenho certeza que o Ele começou na minha vida, Ele vai terminar”.

Com a vida totalmente restaurada, Veronique hoje é exemplo para muitos e com disposição tenta fazer a diferença. Ela conta que durante 4 anos foi presidente do Conselho de Direitos da Criança e Adolescente e continua fazendo parte de campanhas de combate à exploração sexual infantojuvenil e projetos sociais com o mesmo foco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin