Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

Setembro Amarelo: Precisamos falar sobre o suicídio!

Foto:reprodução

Desde 2014, o Setembro Amarelo vem tomando maior visibilidade no Brasil. É preciso falar sobre a prevenção ao suicídio e como esse número ainda é alarmante.  

Com o slogan:  Falar é a melhor solução, a campanha aproveita o dia 10 de setembro, que é o dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, para abordar durante todo o mês o assunto, fomentando para que as pessoas que querem e precisam de alguma ajuda, se sintam à vontade para conversar sobre tema, procurar unidades básica de saúde, Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e a igreja.

“Como tem gente sozinha, que mora sozinha, que não têm relacionamentos afetivos, e acabam vivendo uma caminhada solitária, mas Deus nos diz que a solidão não é algo bom. Ele nos criou para termos amigos, nos relacionarmos uns com os outros, além de construirmos a nossa própria família, quando encontramos a pessoa certa. Então, se você optou por viver sozinho, ou a vida te levou a essa situação, condição, viva sozinho, mas não viva solitário, tenha amigos, construa relacionamentos emocionais seguros, sejam eles na igreja, no trabalho, porque nós somos seres criados por Deus para vivermos em sociedade. Não se esconda por trás da internet, não viva uma vida solitária. Graças a Deus, na igreja temos amigos, células que se socializam. Então, viva a sua vida em amor, alegria, em companhia saudável”.

E sobre o setembro amarelo, Rodovalho destaca: “O setembro amarelo vem para isso, para dar força, esperança, para vencer o suicídio, a depressão. Tanta gente tirando a própria vida, gente amada, gente bonita, gente querida, gente que tem todo o futuro de felicidade,a depressão e às vezes, por um momento de impasse, de uma dor momentânea ela joga fora toda a esperança e todo futuro. Não faça isso, lembre-se que tem gente que te ama, que tem gente que pode te ajudar. Você é a imagem e semelhança do Senhor e foi posta nesse mundo para viver e viver em paz e feliz”.

Veja o vídeo do Bispo Rodovalho falando sobre o assunto:

 

Confira o relato de quem tentou tirar a própria vida, mas Deus a resgatou: 

Ariene da Cruz hoje é uma pessoa feliz e não se sente mais sozinha

A jovem Ariene da Cruz sofreu com o chamado bullying. Seria a cor de sua pele, os cabelos, classe social? Ela teve que conviver com isso a infância inteira até chegar aos 14 anos de idade.

“Enquanto eu ainda sofria os preconceitos e os bullyings, apesar de serem muito dolorosos, parecia que aquilo fazia parte de mim, entende? Parecia que eu tinha nascido e tinha sido destinada pra viver excluída da sociedade, porque era algo que eu vivia desde a minha infância. Era muito doloroso e isso fazia com que eu não tivesse vontade de viver, ir atrás dos meus sonhos. Eu me lembro de diversas vezes ficar sentada sozinha em alguns cantos da minha casa repetindo “ninguém gosta de mim, ninguém me ama”. Então eu ia crescendo com essa sensação de que eu não era amada e quando eu chegava na escola, os alunos tinham atitudes que só confirmavam que era verdade”, lembra.

Mas como ela conseguiu se levantar e dar a volta por cima? O processo foi longo, mas quando conheceu verdadeiramente a Deus e Sua Palavra, a sua vida começou a ter sentido. “Eu carrego em meu coração Jeremias 1:5 que diz que o Senhor cuidava de mim desde o ventre da minha mãe e eu creio que isso é verdade. Acredito que desde criança o Senhor me protegia e me impedia de tomar decisões como suicídio e tudo mais. O que me ajudou a continuar caminhando, foi criar laços fortes de amizades com pessoas certas e que realmente se importavam comigo. Que faziam com que eu me sentisse verdadeiramente amada e que me abraçavam quando alguém vinha zombar de mim”.

 

Sobre a Campanha: 

O Setembro Amarelo foi iniciado no Brasil pelo CVV (Centro de Valorização da Vida)CFM (Conselho Federal de Medicina)ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria). Em 2014, o Setembro Amarelo realizou as primeiras atividades concentradas em Brasília. No ano seguinte, já conseguiu uma maior exposição com ações em todas as regiões do país. Mundialmente, o IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio estimula a divulgação da causa, vinculado ao dia 10 do mesmo mês, no qual se comemora o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

Alguns destaques em 2015 foram a iluminação de monumentos como Cristo Redentor no Rio de Janeiro/RJ, o Congresso Nacional e a ponte Juscelino Kubitschek em Brasília/DF, o estádio Beira Rio em Porto Alegre/RS, a Catedral e o Paço Municipal de Fortaleza/CE, Ponte Anita Garibaldi em Laguna/SC, e o Palácio Campo das Princesas em Recife/PE. Também foram feitas ações de rua, como caminhadas, passeios ciclísticos, motoatas e abordagens em locais públicas em cidades.

Desde fevereiro deste ano, o Setembro Amarelo foi instituído em Lei Municipal para informar, esclarecer, conscientizar, envolver e mobilizar a sociedade civil sobre um assunto ainda considerado tabu.

Com informações do site: setembroamarelo.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *