Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

Página em resposta a jogo suicida propõe 50 desafios para valorização da vida

Foto/ reprodução: Facebook

O jogo da “Baleia Azul” vem causando muita preocupação aos pais, uma vez que incentiva o suicídio. Contudo, em resposta ao problema, dois publicitários paulistanos criaram o jogo da “Baleia Rosa”, uma versão positiva e que, diferente do outro, propõe a valorização da vida, conforme informado pelo portal UOL.

Meu amigo começou a me contar o que era o jogo Baleia Azul”, disse uma das idealizadoras da página, de 30 anos, que preferiu não se identificar. “Vi uns vídeos de youtubers falando sobre o assunto e fui atrás da lista (de tarefas). Fiquei muito mal com o que eu li”.

O jogo da “Baleia Rosa” também conta com 50 tarefas, mas que fazem bem ao jogador. Elas incluem: “Converse com alguém que você não fala a muito tempo”, “Grite na rua: eu me amo”. Segundo ela, ao ler os tópicos do jogo da “Baleia Azul”, a intenção era fazer exatamente o extremo oposto. Em apenas seis dias, a página do jogo no Facebook  já tinha quase 5.000 seguidores.

Fiz um pequeno anúncio no Facebook e marquei no filtro as pessoas mais propícias a buscar a Baleia Azul”, contou. “Minha intenção era chegar às pessoas que estavam buscando o ‘errado’ pra dar outra visão a elas”. Ela acrescentou que a ideia foi recebida de forma positiva e que até mesmo os professores lhe disseram ter a intenção de usar as tarefas como lição de casa. “Se tornou uma corrente do bem”, afirmou. “A gente viu que tem muita gente copiando os posts e ficamos felizes com isso”.

Segundo a publicitária, outro ponto positivo da criação foi receber publicações de pessoas com depressão e pedidos de ajuda. Para ajudá-las da maneira mais profissional possível, procurou auxílio de uma amiga psicóloga para ler e responder os textos. “Em alguns casos, orientamos para procurar o CVV (Centro de Valorização da Vida)”, concluiu.

Fonte: jornalciencia.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *