Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

“Os dardos quando nos atingem produzem um efeito e são eles que nos machucam”

Durante o Culto de Quebra de maldições desta terça-feira, 05, na Embaixada Sara Nossa Terra, em Brasília, Bispo Robson Rodovalho deu sequência a palestra da semana passada e falou sobre as armas espirituais e o escudo da fé.

Bispo Rodovalho explicou que geralmente as pessoas pensam que ao ter um escudo nas mãos, o dardo não as atinge. “Ele não evita o poder dos dardos, apenas anula. Anulado quer dizer apagado. Os dardos quando nos atingem produzem um efeito e são eles que nos machucam”.

Destacou também os pontos atingidos pelos dardos do maligno e os efeitos provocados por eles no cotidiano. “Os dardos nos atingem na área emocional, nos pensamentos com suicídio, depressão, medos, suspeitas de doenças. São como setas nas emoções, paixões indevidas”.

Confira as fotos:

Créditos fotos: Gabriel de Souza

2 respostas para ““Os dardos quando nos atingem produzem um efeito e são eles que nos machucam””

  1. Claudia Milesi disse:

    Essa palavra é profunda, precisamos estar ligados nos dardos sim! “Vigiai e orai”
    Dardos emocionais devem ser anulados….

    obg querido bispo.. pela palavra!!!!

  2. ANTONIO CARLOS OLIVEIRA disse:

    Confesso e ate comentei com nosso Bispo Vladimir Gomes, que Eu, pastorr. Antonio Carlos
    estava sentindo falta, pois trabalhamos com muitos combates na semana de Santificação e Cultos de Quebra de Maldiçoes, fazíamos com bons resultados, aprofundamos muito mais agora em conhecimento da Armadura de Deus, certamente teremos uma visão maior e bem mais clara do que esta acontecendo a nossa direita, esquerda, frente e retaguarda.
    hoje podemos adiantar um pouco e dizer temos olhos e enxergamos e muito bem.

    Deus declarou a Abrão: Eu sou o teu escudo não temas.
    Muito grato pelas revelações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin