Notícias

Notícias Mundo + Notícias Sara Nossa Terra Notícias Testemunhos

Especialista diz que pais podem evitar o suicídio dos filhos por meio da oração

Fonte:internet

A tecnologia e uma cultura sexualizada estão impulsionando o aumento das taxas de suicídio entre adolescentes, de acordo com uma ativista de segurança na Internet e evangelista que foca seu ministério em alertar famílias sobre os perigos da tecnologia. Ela afirma que esta é uma batalha espiritual, em primeiro lugar.

Um recente relatório do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) revela que o suicídio entre meninas adolescentes atingiu uma alta, tendo dobrado nos últimos 10 anos, e nesse mesmo período a taxa subiu 30% entre os meninos adolescentes.

Em 2015, 524 mulheres com idades entre 15 e 19 anos e 1.537 homens nessa mesma faixa etária se mataram nos Estados Unidos, mostra a análise. Donna Rice Hughes, presidente do grupo de defesa da segurança na Internet “Enough is Enough” (Basta é Basta, em tradução livre), disse em uma entrevista por telefone ao site The Christian Post que o aumento dramático na taxa de suicídio é muito triste, mas não surpreendente, considerando que “nossa cultura criou uma tempestade perfeita para o emocional, sexual e mental de nossos jovens”.

“É uma mistura tóxica em todos os lugares onde você olha”, disse ela, observando quantas crianças estão vivendo em lares desfeitos, a ‘pornificação’ da sociedade e as demandas sexuais de adolescentes e garotas pré-adolescentes. Além disso, você acrescenta a cultura da maldade e cyberbullying”, comentou.

Rice ainda mencionou que quase todas as jovens que passaram por ela nos últimos 15 anos lidaram com algum tipo de distúrbio alimentar. “Os pesquisadores devem começar a fazer estudos com aqueles que tentaram o suicídio para descobrir o que realmente está acontecendo em suas vidas, em vez de apenas dizer que é ansiedade ou depressão”, colocou.

Relacionamento com os pais

Quando Donna Rice fala com os pais, ela sempre enfatiza que os relacionamentos são de grande importância. “Quanto maiores os diálogos, quanto melhor um relacionamento com os pais, os fatores de risco diminuem. Deus deu aos pais, filhos para serem pais, para serem mordomos de sua inocência, para serem administradores de sua segurança e para ajudá-los a lidar com as pressões da vida”, ressaltou.

“Os pais também precisam entender que não importa quão inteligentes, brilhantes ou quão bem ajustados seus filhos pareçam ser. Há tantas coisas silenciosas acontecendo nos corações e nas mentes dessas crianças que um pai pode nunca reconhecer, a menos que eles procurem por isso”, disse ela, lembrando de como as crianças são boas em esconder as coisas de seus pais.

“Eles precisam ser lembrados de que esta é uma guerra espiritual, ela acrescentou. A oração é absolutamente fundamental. Muita gente pensa que a oração é o último recurso. A oração é o primeiro trabalho. E eu diria a qualquer pai para estar constantemente orando por seus filhos, constantemente abençoando-os. E peça ajuda ao Espírito Santo, porque você não será capaz de conseguir tudo sozinho”, finalizou.

Fonte: exibirgospel.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin