Mensagens

TODO ATO IRRESPONSÁVEL TEM CONSEQUÊNCIAS COLETIVAS

Tudo o que você projeta em sua vida como objetivo a ser alcançado, requer de você uma responsabilidade específica. Pessoas egoístas têm grande dificuldade em se responsabilizar por algo ou alguém. Costumo dizer que “nenhuma corrente é mais forte do que seu elo mais fraco”. Isso significa que em um grupo ou equipe pode haver diferenças de conhecimentos, habilidades, percepções e até mesmo de maturidade, pois as pessoas não são iguais. Porém a responsabilidade deve ser igual para todos. A reação em cadeia provocada por um ato irresponsável, aparentemente pequeno, de alguém do grupo, pode colocar tudo a perder.

Em relação a equipes é importante ressaltar que não existe responsabilidade maior ou menor. Existe apenas responsabilidade. Nós aprendemos a categorizar as tarefas como “mais” ou “menos” importantes, mas isso não significa que a pessoa que fez a tarefa “menos” importante seja menos responsável. Ela é tão responsável por sua tarefa de menor porte quanto o outro responsável pela de maior porte.

O senhor da parábola dos talentos distribuiu tarefas conforme a “capacidade” e não conforme “responsabilidade” de cada um. O que recebeu um único talento tinha a mesma responsabilidade de multiplicá-lo assim como aquele que recebeu cinco talentos. Como você tem administrado as riquezas que Deus colocou em sua vida? Você tem sido uma pessoa responsável com a missão que Deus delegou? As características do servo inútil são: medo, baixa autoestima e insegurança. E isso impede uma pessoa de ser responsável. Avalie se essas características estão presentes em sua vida.

Todo ato irresponsável tem consequências coletivas. Vivemos em um mundo sistêmico, ou seja, de alguma forma o que sou e o que faço interfere na vida de outras pessoas. Quando sou irresponsável, outras pessoas são prejudicadas pela minha displicência. Porém, quando sou responsável, me torno um abençoador para elas. Você tem um propósito em sua vida que depende unicamente de uma resposta responsável da sua parte. Aceite esse desafio de Deus, pois Ele confia em você.

Sobre o colunista

Nascida em Goiânia, Lúcia converteu-se ao cristianismo aos 17 anos. Mesmo diante de uma carreira promissora como jogadora de vôlei, ela decidiu se dedicar à missão de levar a Palavra ao mundo, de conquistar almas para a vida em Jesus. Aos 19 anos, casou-se com Robson Rodovalho e juntos fundaram a Igreja Sara Nossa Terra. Hoje sãos bispos e presidentes mundiais do ministério evangélico. Teóloga e doutora em Filosofia, formou-se também em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, especializando-se em terapia familiar. É fundadora do mais expressivo ministério liderado pela Sara Nossa Terra, o Arena Jovem. O projeto nasceu em 2003, em Brasília, quando a Bispa Lúcia Rodovalho assumiu o desafio de mobilizar a atenção de milhares de jovens e apresentar-lhes a vida em Jesus Cristo - um caminho que levaria à transformação de suas vidas. Das habilidades que lhes são inatas e das que construiu ao longo da vida com sua experiência profissional, Bispa Lúcia considera sua capacidade de ouvir e entender o outro como o aprendizado mais relevante e decisivo para sua missão de evangelização. Quanto ao foco de seu trabalho, estruturado o projeto Arena Jovem em todo o Brasil, tem se dedicado principalmente ao tema família. Para a Bispa Lúcia Rodovalho, o amor, a base de uma família, germina à luz do respeito, do diálogo e do perdão. E a família é a base sobre a qual se constrói um futuro de realizações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *