Mensagens

Lutas

A vida cristã é uma constante luta, uma luta entre o bem e o mal, entre a fé e a incredulidade. Na vida, temos que lutar tanto do ponto de vista material quando do espiritual, e não conseguimos conquistas sem lutas. Por trás dos homens mais bem sucedidos do mundo existe muita luta e trabalho; nada vem fácil, nada vem de graça. Portanto, para viver bem e vencer, temos que aprender a lutar.

Paulo diz: “eu sei como lutar, eu não perco os meus golpes, eu não dou golpes no ar”. Quando você dá golpes no ar você está desperdiçando energia e tempo, está se desviando do seu foco, está batendo no nada. Se você luta errado, é como se estivesse de olhos vendados: dá vários golpes, mas não consegue saber onde e se acertou. Para lutar, você deve saber onde bater. Não perca seus golpes, eles são preciosos para Deus. Quando você bate no ponto certo, não precisa usar a força.

Mas, antes de lutar contra as forças do mal, você precisa lutar contra si mesmo, golpear sua própria natureza pecaminosa. Se você não estiver qualificado, resolvido interiormente, não terá autoridade para lutar contra o mundo espiritual.

Paulo fala sobre a “concupiscência da carne”, que significa a paixão, o desejo ‘adâmico’, pecaminoso. Esmurrar a carne é rejeitar essa força que sempre o leva a fazer o que não quer. Você já foi crucificado, a carne ou o velho homem já foi morto quando você passou pelo batismo nas águas. Você saiu das águas para reinar em Cristo e para governar sobre si mesmo.

Se você não crucificar sua carne, não der golpes certos, irá perder as coisas mais preciosas que Deus lhe deu nessa vida. Muitos perdem oportunidades na vida por não saberem colocar suas compulsões na cruz de Cristo.

Não desfira golpes no ar, aprenda a golpear aquilo que lhe escraviza, que busca tirar sua grandeza e sua excelência. A vida passa uma vez só. Por isso, golpeie nos lugares certos. Lute com sabedoria, para que a sua natureza não domine a sua vida!

Sobre o colunista

Nascida em Goiânia, Lúcia converteu-se ao cristianismo aos 17 anos. Mesmo diante de uma carreira promissora como jogadora de vôlei, ela decidiu se dedicar à missão de levar a Palavra ao mundo, de conquistar almas para a vida em Jesus. Aos 19 anos, casou-se com Robson Rodovalho e juntos fundaram a Igreja Sara Nossa Terra. Hoje sãos bispos e presidentes mundiais do ministério evangélico. Teóloga e doutora em Filosofia, formou-se também em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, especializando-se em terapia familiar. É fundadora do mais expressivo ministério liderado pela Sara Nossa Terra, o Arena Jovem. O projeto nasceu em 2003, em Brasília, quando a Bispa Lúcia Rodovalho assumiu o desafio de mobilizar a atenção de milhares de jovens e apresentar-lhes a vida em Jesus Cristo - um caminho que levaria à transformação de suas vidas. Das habilidades que lhes são inatas e das que construiu ao longo da vida com sua experiência profissional, Bispa Lúcia considera sua capacidade de ouvir e entender o outro como o aprendizado mais relevante e decisivo para sua missão de evangelização. Quanto ao foco de seu trabalho, estruturado o projeto Arena Jovem em todo o Brasil, tem se dedicado principalmente ao tema família. Para a Bispa Lúcia Rodovalho, o amor, a base de uma família, germina à luz do respeito, do diálogo e do perdão. E a família é a base sobre a qual se constrói um futuro de realizações.

Deixe uma resposta